Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
São João está chegando...

27 de jun de 2010

Um mimo para os visitantes!


Amo selinhos e fazê-los é para mim uma delícia.
Quem gostar,leve!

bjs,soninha

AMIGAS SEMPRE




AMIGAS SEMPRE


A mãe estava muito preocupada com sua filha. Ela normalmente não se atrasava desde a escola até em casa. O caminho não era muito longo, nem perigoso.

Finalmente, a menina apareceu. Com voz zangada, a mãe pediu que explicasse o atraso.

Ela disse:

- Mamãe, eu estava vindo a pé com minha amiga Julie. No meio do caminho, ela deixou cair a boneca, que se partiu em mil pedaços.


Arrependida da quase bronca que dera à filha, a mãe perguntou:

- Ah, meu bem. Entendi: você se atrasou porque foi ajudar Julie a tentar colar os pedaços da boneca?.

Com voz inocente, a filha respondeu:

- Não, mamãe. Eu não sabia como consertar a boneca. Só fiquei lá para ajudar Julie a chorar.


Adaptação de história de Dan Clarck, intitulada A boneca quebrada, do livro Histórias para aquecer o coração das mães, de Jack Canfield, Mark Victor Hansen, Jennifer Read Hawthorne e Marci Shimoff, ed. Sextante.


bjs,soninha

26 de jun de 2010

** QUANDO EU ERA PEQUENINA **



** QUANDO EU ERA PEQUENINA **


Quando eu era pequenina
Eu gostava de dormir
Deitadinha,lá no céu
Com a nuvem a me cobrir.


Era um céu tão azulzinho
De um lindo tom anil
Era o céu maravilhoso
Do meu amado Brasil


O céu era o colchão
A nuvem,o meu cobertor
O travesseiro era a lua
Que me acolhia com amor


Eu não ficava no escuro
Pois havia a iluminar
Milhões de estrelinhas...
- Não paravam de brilhar!


Ah!quando eu era pequenina
A vida era bem mais gostosa
Eu dormia ao sereno
Qual lindo botão de rosa!


bjs,soninha

** OS LEÕES E A LUA **



** OS LEÕES E A LUA **


O céu, negro tapete 
onde não há estrelas...
A lua tentando sair
para nos iluminar!


Leões ferozes,famintos
impedem a sua passagem...
não a deixam brilhar!


Mas Deus,sempre atento
à sua criação
Manda que o vento
sopre...valente, urgente...
pra os leões dispersar!


E a lua possa brilhar
e nos encantar!


bjs,soninha

25 de jun de 2010

O ANÃOZINHO MANECO


Era uma vez...um anãozinho muito engraçado,o Maneco, cujo sonho era se tornar um homem alto,forte e bonito pois ele estava apaixonado pela moça mais bonita da cidade onde morava,a Luana, e ela não queria nada com ele porque ele era muito baixinho, assim ela dizia.

Maneco ficava pensando...pensando,de que maneira ele poderia se tornar do jeitinho que sonhava,enquanto isto ele espiava a Luana por onde quer que ela andasse.Na verdade ele não era feio,apenas era muito baixinho e isto a incomodava porque teriam que ficar sentados sempre que desejassem conversar.

Certa tarde chegou um circo na cidade e começou a ser armado num local  pertinho de onde Maneco costumava ir passear; ele ficou assistindo toda a movimentação inclusive ofereceu-se para ajudar nos trabalhos que se seguiam. Foi aceito pelo dono do circo que,de imediato,o convidou para fazer parte do elenco pois o anão que trabalhava com ele estava meio adoentado. Maneco aceitou imediatamente começando  logo a ensaiar para a estreia que seria no dia seguinte.

A estreia foi um sucesso e o Maneco foi muito aplaudido no seu número,mas ele queria mesmo era fazer o homem das pernas de pau pois somente assim ele poderia ser grande por alguns momentos.O dono do circo concordou e ele ficou fazendo os dois papéis. O de anão que era a sua realidade e o de pernas de pau que lhe permitia ser grande pelo menos durante o espetáculo.

A Luana não mudou de idéia e continuou a não querer o amor do Maneco porque ele era baixinho mas se divertiu muito vendo-o se equilibrar sobre aquelas imensas pernas de pau com a cara toda pintada! 

Ele,o Maneco,realizou pela metade o seu sonho de ser um homem alto e,pelo menos naqueles momentos ele se sentia um homem realizado. Esta felicidade de momentos ficava com ele durante todos os outros momentos em que ele era apenas um anão.

Assim é a vida! Nem sempre podemos ser ou ter o que desejamos mas podemos mergulhar na fantasia e tornar o nosso sonho real inda que no imaginário se isto nos ajuda a enfrentarmos a realidade com mais alegria e aceitação.

Sonhar não custa nada e não faz mal a ninguém! Só não se esqueça da realidade...(rs)



bjs,soninha

Aninha no Reino Encantado



Era uma vez...

...uma garotinha,a Aninha, muito sapeca que adorava ler lindas histórias.Costumava deitar-se no jardim da sua casa e alí passava horas e horas mergulhada na leitura.Ela dizia que realizava uma grande viagem quando  lia um bom livro.

Um dia, ao entardecer, ela estava lendo quando escutou uma vozinha chamando-a baixinho:

- Aninha,ô Aninha,vem brincar comigo,vem!

Aninha assustada,levantou-se a fim de procurar quem a estava chamando.Quando ía fechando o livro a mesma vozinha falou:

- Não fecha o livro não senão você me prende aqui dentro.

A menina mais assustada ainda olhou para o livro com os olhos arregalados e viu uma fadinha vestida com um lindo vestido azul,era uma personagem da historinha que ela estava lendo,e estava chamando-a para ela entrar no livro e ir brincar. 

Aninha perguntou:

- Como posso entrar aí? 

Ao que a fadinha respondeu:

- Me dé a sua mão que eu lhe trago para cá.

Aninha estendeu a sua mão que a fadinha segurou e a levou para o mundo encantado das fadas e gnomos.A menina passou o restante da tarde dentro da historinha visitando todo o Reino Encantado das fadinhas azuis,viu a fonte onde ela morava com as outras fadas, conheceu os gnomos, a bruxinha alegre que não fazia mal a ninguém e era muito feliz ,o sapo encantado,a igrejinha onde havia dois sinos que tocavam ao mesmo tempo,o lago de água lilás,a rainha que distribuía doces todos os dias,o sol azul e a lua verdinha e tantas coisas lindas que aqui não dá para citar todas.

Já escurecia quando Aninha retornou ao seu mundo encontrando a sua mãe aflita que correu a abraçá-la perguntando:

- Onde você estva filha?! Eu fiquei tão preocupada em não lhe encontrar lá fora.

- Ah! mamãe,você nem imagina!

- Imagina o que menina,diz logo!

- Eu fui conhecer o Reino Encantado onde vivem as fadinhas azuis.

- Onde fica este tal Reino Encantado menina?!

- No livro mamãe,no livro! falou Aninha dando um longo suspiro.

- Lá vem você,de novo,com as suas histórias...falou a mãe e foi saindo.

Aninha pensativa resmungou:

- Não sei porquê a mamãe me pergunta se ela nunca acredita em mim! e, suspirando foi caminhando para dentro de casa,cantarolando enquanto abraçava com carinho o seu livro.

É sempre assim,os adultos nunca acreditam nas crianças...rs.rs!

bjs,soninha

24 de jun de 2010

SÃO JOÃO



 SÃO JOÃO


Na noite de São João
Tem canjica e tem pamonha
Tem,até,homem vestido
Com calça meio coronha
A bebida é o bom licor
Que tem cheiro d'uma flor
Do jardim da dona Tonha


A fogueira arde em chamas
Queima até o amanhecer
A batata fica assando
Logo...logo é pra comer
Com o bolinho de fubá
Que foi feito por Iaiá
Para o povo,receber!


Se você está duvidando
Venha aqui,pra conhecer
Esta festa tão bonita
Que dá gosto de se ver
O salão cheio de gente
Que dançando,vai em frente...
Até ver o alvorecer!


bjs,soninha

23 de jun de 2010

O MENINO QUE DESEJAVA VER DEUS!



Jaiminho vivia com os seus pais numa aldeia de pescadores e a sua vida se resumia a casa, passeios pela praia,brincadeiras próprias da idade com os poucos amiguinhos pela aldeia afora e,de vez em quando um breve passeio no mar no pequeno barco do seu pai.

Quando passeava pelo mar ele se embriagava com a beleza que via naquela imensa massa d'água, os gestos precisos do pai conduzindo e controlando a embarcação,o sol brilhando bem lá no alto,os peixes pulando na água, tudo lhe encantava levando-o a perguntar aos pais,muitas vezes:

- Papai,mamãe,quem foi que fez tanta coisa bonita no mundo?

- Foi Deus meu filho,respondiam os pais.Não já lhe dissemos isto tantas vezes!

Naquele dia,em pleno mar os pais surpreenderam-se quando ele falou:

- Papai,mamãe,eu quero ver Deus! Como eu faço para encontrá-Lo?!

Os pais tomados de surpresa responderam:

- Filho,nós não podemos vê-Lo.

- E como podemos ter certeza que Ele existe e não se trata de uma invenção dos homens?

Os pais mais surpresos ainda com a profundidade da pergunta,falaram:

- Filho,olhe ao seu redor e nos diga o que você vê?

- Vejo muitas belezas:o mar,peixes.o sol,a linha do horizonte...são tantas coisas lindas que não sou capaz de descrever todas elas.

- Então filho, disse o pai,você acha que o ser humano seria capaz de criar tantas maravilhas?

- Não papai,não acho não mas mesmo assim eu desejo ver Deus,quero ver como Ele é.

- Sentimos muito filho mas isto não vai ser possível pois ninguém até hoje viu a face de Deus.Mas você pode sentí-Lo!

- De que maneira eu posso sentí-Lo?

- Espere um pouco,disse-lhe a mãe tomando nas mãos a cestinha com o lanche,pegou o açúcar e lhe perguntou:

- Você sabe o que é isto não sabe?

- Sei sim,é açúcar,e daí?

- E isto aqui,perguntou a mãe segurando um copo d'água na outra mão.

- É um copo com água,ora essa,falou Jaiminho um pouco irritado.Onde você quer chegar.

A sua mãe colocou o açúcar dentro da água do copo,misturou bastante depois mostrou ao Jaiminho perguntando-lhe:

- Se você não tivesse visto eu misturar o açúcar na água você saberia que ela está aí?

- Claro que não,respondeu o garoto.Eu diria que é apenas um copo com água.

- Mas você sabe que o açúcar está aí dentro da água não sabe?perguntou-lhe a mãe.

- Claro que sei,ora bolas,ande logo com isto,falou Jaiminho irritado.
 
- Agora prove um pouco desta água,por favor,disse-lhe a mãe enquanto lhe entregava o copo.

Ele recebeu o copo,sorveu um gole da mistura e disse:

- Hummmmm...deliciosa! docinha...docinha...

- Então,você pôde "sentir" o açúcar através do seu paladar não foi? falou a mãe.

- Sim, e entendi o que você quer dizer.Você está me dizendo que eu posso "sentir" Deus não é isto?

- Hummm! Você entendeu rápido,falou a sua mãe,é isto mesmo garoto.

- O açúcar eu senti com o paladar e Deus eu sinto com o quê?

-Quando você quiser sentir Deus,meu filho,feche os olhos para que você se desligue do mundo material,procure conversar com Ele,em silêncio,se você quiser você pode orar a oração que Jesus nos ensinou e você já sabe tão bem,permaneça em silêncio buscando-O através da sua alma que você sentirá a Sua presença em você.

- É simples assim mamãe?!

- Claro filho,claro!Deus é Amor e o Amor é simples e puro.

- Vou tentar mamãe,vou tentar,respondeu Jaiminho e foi se colocar junto ao pai que estava a retornar o barco pois o sol já se preparava para se esconder.

Nos dias que se seguiram ouvia-se Jaiminho a falar com a mãe:

- Estou tentando mamãe...estou tentando...

Assim como Jaiminho todos nós devemos "sentir" Deus através da oração com a certeza de que Ele atende a todos pois todos nós somos seus filhos independente de qual religião façamos parte.

bjs,soninha

21 de jun de 2010

** INVERNO FRIOZINHO**



** INVERNO FRIOZINHO **


Ele veio de mansinho
Que eu sequer notei
Mas quando saí à rua
Com ele eu me encontrei


Esfriou o meu nariz
Deixando-o bem geladinho
Acariciou minha nuca
Com arrepios de carinho


Deitou-se nas minhas mãos
Fez os meus dedos galados
E caminhou devagar
Caladinho, ao meu lado


Deu cambalhotas na rua
Mexendo com as pessoas
Que buscavam se abrigar
De uma fria garoa


Com suas mãos tão geladas
Puxou o meu cachecol
Saiu,voando ligeiro
Cobriu a réstea de sol


Este inverno peralta
Que conosco vai ficar
Só vai voltar para casa
Quando a primavera chegar!


bjs,soninha

** SOU LEÃO E SOU VALENTE **




** SOU LEÃO E SOU VALENTE **


Sou leão e sou valente
Sou o rei dos animais
Quem chega perto de mim
Talvez não volte, jamais!


Não gosto de andar em circo
Nem ficar preso em jaula
Não sou criança pequena
Que se leva para a aula


Gosto do meu habitat
Da minha selva querida
Lá é onde eu nasci
E construí minha vida


Não chegue perto de mim
Não controlo a natureza...
E se você vacilar
Vira almoço,com certeza!


bjs,soninha

20 de jun de 2010

** O TRENZINHO DOS BICHINHOS **



** O TRENZINHO DOS BICHINHOS **


Lá vem o trenzinho!
lá vem ele...lá vem ele
vuco...vuco...vuco...vuco
É o trenzinho dos bichinhos!
vem, com grande animação
 vuco...vuco...vuco...vuco
Vem trazendo a alegria
pra animar o nosso dia

vuco...vuco...vuco...vuco
Ele está todo enfeitado
pela frente e pelos lados
Laçarotes...corações...
e também uma grande figa
pra espantar o mau olhado
lá vem ele...
lá vem ele...

raco...raco...raco...raco
raco...raco...raco...raco
vem freando...vem freando
vai chegando na estação
vai parando...vai parando
E eu,daqui,estou olhando
o trenzinho dos bichinhos

Vai parando...vai parando
bate forte o coração...
tum...tum...tum!
tum...tum...tum!

Este é o trem da animação!

vem chegando...
vem chegando...
vem chegando...
vuco...vuco...
raco...raco..
tá parando...

tá paraaannndooooo...


bjs,soninha

OS SACIS



OS SACIS

Os Sacis estavam de boca aberta.

- Você esteve na cidade Pororó?
- Bem só no alto do redemoinho…
- Como você sabe dessa história de apartamento e elevador?
- Um menino me contou. Eu peguei roupa no varal e fui falar com ele.
- E ele?
- Pensou que eu era menino também.
- Não tinha perigo?
- De quê?
- Descobrir que você era Saci…
- Xiii…Sabem o que eu descobri?
- Diga logo! Pediram os dois.
- Menino não acredita em Saci!
- O quê?
- A gente esta lá, perto do mato, tinha falado de tudo…Então eu perguntei se ele tinha medo de Saci…
- E ele?
- Fala Pororó!
Pororó fez um ligeiro suspense e revelou.
- Ele riu muito.
- Riu?
- Disse que saci não existe.
- Saci não existe?
- Nós não existimos?
- Com essa, o Piriri desabou:
- A gente perde a casa, sofre feito Saci e ainda vem um menino dizer que Saci não existe…buááá…buééé…


Comunidade Anuncia-me.
http://www.anunciame.com.br/portal/os-sacis/

bjs,soninha

19 de jun de 2010

Para dar uma forcinha!


Já que não podemos ir lá fazer gol,fazemos selinhos...rs.

bjs,soninha

18 de jun de 2010

Gota d'água!



GOTA D'ÁGUA


Era gota pequenina
Igualzinha a um botão
De repente,fez-se grande
Parecendo um coração.


Não se sabe o que deu nela
Para assim se comportar
Alguns acham,foi milagre
Desta vida a nos mostrar


A grandeza deste líquido
Singular e precioso
Um presente tão bonito
De um Deus maravilhoso


Gota d'água pequenina
Do tamanho de um botão
Eu te guardo,ó menina!
Dentro do meu coração.


bjs,soninha

Pingo de Chuva!



Pingo de Chuva!


Sou um pingo de chuva
bem teimosinho
Eu vou deslizando
bem de fininho
Caí na cabeça!
molhei o cabelinho
Descí pelas costas
arranquei um arrepio
Foi puro prazer!
não era de frio
Caí lá no chão
esparramadinho...
Você me pisou!
ai coitadinho...
Agora sou nada
sou pingo de chuva
já esquecidinho!


bjs,soninha

17 de jun de 2010

BLOGS CULTURAIS!

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/


Faço parte da maior seleção dos Melhores Blogs Culturais do Brasil,
com o blog: "sonhos...apenas sonhos!"
http://www.sonhosempoesia.blogspot.com/ 
Foi uma surpresa pra mim quando vi a indicação no
comentário deixado pela EQUIPE e a solicitação para
que eu fosse pegar o selinho..
Uma bela surpresa.Muito obrigada!

bjs,soninha

NASCERAM OS FILHOTINHOS DA DIANA


É isto mesmo galera!Os filhotes da diana nasceram e nasceram bem!Como o veterinário havia dito,são sete;três machos e quatro fêmeas.O pessoal da casa onde diana vive e da casa do zeus,está no maior alvoroço escolhendo nomes,quem vai ficar com quem e com quantos;quando pode sair e mais um monte de perguntas.

A diana sofreu um pouquinho pois dar conta de cuidar de seis filhotes no pós parto não é brincadeira,e diana é daquelas que ela mesma cuida dos filhotes em tudo. Toninho queria ajudar mas foi barrado com a frase:

- Isto aqui é para mulheres!

Ao que ele respondeu de pronto:

- Ué! e não há veterinário homem,não?!

Sem jeito as mulheres da casa responderam:

- Há sim! mas você não é veterinário! e as mulheres caíram na risada,todas ao mesmo tempo.

Toninho depois trará mais detalhes para vocês e como está a diana com os filhotes pois não lhe permitiram ficar na casa onde a diana está e ele teve que ficar com o amigão,o zeus,cultivando a paciência até que sejam liberados.

Zeus parece que está adivinhando festa...rs!Todo agitadinho pra lá e pra cá... percebe-se que ele sabe o que está acontecendo mas,mesmo assim,não desgruda do Toninho pois ele "sabe" que deve esperar a liberação para ir ver os seus filhotes.

Toninho antes de deixar a mulherada cuidando da diana gritou:

- O nome de um dos machos será "mará" em homenagem ao técnico da seleção argentina que ganhou da Nigéria.

MARÁ!! Depois nós resolvemos isto,respondeu a sua mãe,eu sou é bem brasileira,isto sim.


bjs,soninha

16 de jun de 2010

UM MIMO PARA OS VISITANTES!


Quem achar bonitinho e queira levar,pode fazê-lo!
Adoro fazer e oferecer selinhos.

bjs,soninha

A BONEQUINHA PRETA


A Bonequinha Preta

Era uma vez uma bonequinha preta, que morava em uma linda casa com Mariazinha. As duas brincavam o tempo todo, e até dormiam juntas quando estavam cansadas.

Todos os outros brinquedos dormiam em outros lugares, pois Mariazinha queria sempre a sua amiguinha, bonequinha preta junto.

Mas, o que ela não sabia, era que as bonequinhas não dormem como as meninas, aquele tempo todo, sem ver o mundo aqui fora. Eram diferentes das meninas e meninos de verdade em muitas coisas.Mesmo assim Mariazinha, ensinava à sua bonequinha preferida tudo o que aprendia com a mamãe: tomar banho, escovar os dentes, trocar roupas limpas, e tudo mais.

Naquele dia, quando foi dormir um pouquinho depois do almoço, explicou direitinho à bonequinha preta que ela não deveria subir sozinha na janela:

- A janela é muito perigosa! A criança pode cair lá fora e nunca mais voltar para casa. Papai disse que precisa ter gente grande perto sempre que a gente quiser ir à janela.

Mariazinha viu que a bonequina entendeu tudo muito bem, como sempre. Então dormiu sossegada...

A bonequinha preta também começou a dormir mas, ... uma voz diferente, forte e interessante entrava pela janela trazendo uma novidade que ela não conhecia:

- Verdureiro, verdureiro!

O que será isso, pensou a bonequinha. Mariazinha , que sempre sabia tudo, estava dormindo e não podia contar nada sobre verdureiros, que deviam ser seres novos e sensacionais! Ela precisava ver!Talvez seja isto: um cara todo verde!Ou quem sabe isto: alguém saindo assim do verde.Também podia ser um destes: nunca tinha visto um.

 
- Verdureiro, verdureiro!

Ir ou não ir só um pouquinho na janela? A dúvida passou rapidinho e logo ela já estava lá, tentando olhar tudo. Ela não queria cair, mas estava difícil ver. Subiu só mais um tantinho e... tibum!caiu lá embaixo!Por sorte, o verdureiro estava passando bem na hora, ela caiu em cima das verduras fofinhas de seu grande cesto. Ela era tão levinha que ele nem percebeu e continuou andando pelas calçadas com seu canto:

- Verdureiro, verdureiro!

Passou por várias ruas onde a bonequinha preta nunca tinha ido, cada vez mais longe...

Então o verdureiro decidiu voltar para casa, pois já era tarde. Entrou pela garagem escura, sem ver a bonequinha assustada que estava ali. E subiu as escadas para chegar em casa, largando o cesto no chão.A bonequinha preta começou a chorar, de tanto medo que estava daquele lugar estranho e escuro. Cair da janela assim tinha sido uma grande besteira, e Mariazinha não ia gostar nada de ter sido desobedecida. Então chorou e chorou mais ainda, sem nenhum consolo...Nenhum?

Um gatinho que ia passando por ali ouviu aquele choro tão doído e ficou com muita pena da Bonequinha Preta. Tentou fazer gracinhas para ela sorrir, mas não deu certo.
 
- Então, o que posso fazer por você?

- Não sei, eu fui olhar só um pouquinho na janela, sem Mariazinha saber. Ela disse para eu não ir sozinha, e agora perdi minha linda casa!

- Talvez eu possa ajudar. Os gatos passeiam pela noite, e se você me contar como é sua casa, talvez eu a encontre.

- É uma linda casa branca, com janelas azuis, e uma menininha dentro, que deve estar muito triste agora.

E assim, o gato saiu pelas ruas à noite, procurando a casa certa. Procurou, procurou e...Encontrou aquela linda casa branca, com janelas azuis, e uma linda menininha que chorava muito.

-Vamos lá buscar sua bonequinha preta que caiu no cesto do verdureiro!

E lá foram os dois.

Quando chegaram, foi aquele abraço! Toda a choradeira passou e as duas se prometeram nunca mais se separar. Voltaram juntas para casa mas, na hora de se despedir do gato, ficaram com tanta pena, que o convidaram a morar com elas na linda casa . Ele gostou muito da idéia.




Assim, a história acaba com todos felizes, merecendo no fim um ponto de alegria bem grande!

AD

Gente,eu li esta historinha e fiquei apaixonada,é linda! Não sei quem é o autor; procurei...procurei através do dr.google pra ver se descobria e,nada! Se alguém souber quem é o autor me diz,por favor,pra que eu possa atribuir-lhe os devidos créditos. Obrigada!

bjs,soninha

A CIRANDA DAS FLORES


A CIRANDA DAS FLORES


Margarida amanheceu triste.Estava se achando desbotada.
O amarelo que ela achava ter nas suas pétalas não estava tão forte.


 margarida amarela

De repente chegou Violeta e perguntou o que estava acontecendo.
Margarida contou sua história e Violeta resolveu ajudá-la.


 violeta

Vamos pro sol,pra que ele ponha mais cor em suas pétalas,
de repente é isso que você precisa.
 Açucena chegou e logo viu aquela choradeira.Flor do campo que 
era só felicidade ficou tristonha com tudo aquilo.

 açucena

Rosa Vermelha ,de tão apaixonada que estava,nem 
percebeu a tristeza da Margarida.


 rosa vermelha

E os dias foram se passando e Margarida continuava triste.
Estava tão pálida.Estava até com medo de que suas pétalas caíssem.


 margarida triste

De repente surgiram,Lilás,Lavanda,Dália ,Flor de Laranjeira 
e resolveram averiguar o caso.


 lilás



lavanda

                                     
                         dália                  


flor de laranjeira

E descobriram que Margarida não tinha perdido a cor.
Ela era um linda Margarida branca.Resolveram
contar pra amiga.

 margaridas brancas

Margarida ficou tão feliz que contratou uma orquestra que era regida
pelo Cravo Imperial,e seus componentes eram o 
Gerânio,Girassol,Copo de leite,Cravo branco e outros.


 gerânio


 girassol


copo de leite


 cravo branco


Margarida entrou na festa deslumbrante e feliz.Convidou 
suas amigas pra dançarem a Ciranda das Flores...




E nunca se viu um jardim mais bonito...

Giselda Pereira


Gisis
Publicado no Recanto das Letras em 05/10/2009
Código do texto: T1848546


Gostaram desta linda pérola infantil? É da autoria da poetisa Gisis.
ela tem um blog lindo que se chama "Um Mundo Imaginário" 
e também escreve no Recanto da Letras.

Visite-a,ela vai gostar!

É só clicar nos links:


bjs,soninha

14 de jun de 2010

** O SONHO DE LULINHA **


** O SONHO DE LULINHA **


Lulinha era filho único, um garoto tímido,de pouca conversa com os pais,colegas e alguns poucos amigos que ele tinha.Aos treze anos de idade era franzino,com um brilho mortiço de tristeza nos olhos,que nunca os abandonava.Como não tinha irmãos acostumara-se a brincar sozinho com os carrinhos feitos com latinhas,caixas de fósforos vazias e pedaços de madeira que o seu pai ajuntava para este fim.A família era pobre e,com muita dificuldade, fazendo um servicinho aqui e outro alí o seu pai conseguia colocar o pão à mesa enquanto a sua mãe cuidava das tarefas da casa e fazia biscoitinho de polvilho para vender pelas portas.



Lulinha alimentava um sonho desde que começara a frequentar as aulas de catecismo na igrejinha do povoado .Queria conhecer Jesus.Sonhava em encontrá-lo para sentar no seu colo igualzinho as imagens que ele via no seu livrinho de orações.




Quando eu encontrar com Jesus,pensava Lulinha,eu vou me sentar no seu colo e vou pedir pra ele melhorar a nossa vida.Ver se ele consegue um emprego para o meu pai e um lugar onde eu possa fazer algum serviço leve,ganhar uns trocados e ajudar a minha mãe; assim ela poderá descansar um pouco.

Luizinho sonhava...e sonhava! Sonhava com os olhos abertos e sonhava dormindo.

Certa noite ele sonhou encontrando Jesus e Ele lhe pedia ajuda.Falou que estava abandonado na pracinha da igreja,há alguns dias,sofrendo com fome e frio e ninguém parava para conversar com ele e Lhe ajudar.Pediu que Lulinha fosse lá antes de ir para a escola e levasse um pouco de alimento pra ele e um cobertor pois durante a noite o frio era intenso..

Lulinha acordou impressionado com o sonho que fora tão real! Arrumou-se para ir à escola e pediu à sua mãe que reforçasse no lanche pois ele amanhecera disposto.Perguntou à mãe se ela tinha um cobertor velho que ele queria doar lá no abrigo dos velhinhos pois as noites estavam muito frias e a professora havia contado durante uma aula que os idosos estavam passando maus bocados com o frio.

A mãe dele,dona Aninha,feliz com a alegria e a bondade do filho colocou um cobertor meio surrado dentro de um saco e entregou ao filho junto com o lanche reforçado,desejando-lhe boa-sorte na sua escola.

Saiu Lulinha para o colégio,muito feliz porque iria encontrar Jesus.Passos ligeiros e lá estava ele na pracinha olhando pra todos os lados em busca de Jesus e nada de vê-lo!

Será que eu me atrasei e Ele foi embora ou será que alguém resolveu levá-lo pra casa? perguntava-se Lulinha quase chorando quando de repente ele avistou um garoto magrinho,pálido,roupas velhas,sujas,rasgadas ,pés descalços,comendo sobras de comida espalhadas pelo chão.

Lulinha se aproximou do menino ficando muito triste e penalizado com a situação em que ele se encontrava, olhou para o céu e falou:



- Jesus,meu amigo,me desculpe mas eu vou dar o seu lanche e o seu cobertor para este amiguinho aqui que está precisando muito.Outro dia eu lhe trago o seu tá? Entregou o saco com o lanche e o cobertor ao garoto e foi para a escola sentindo uma estranha e linda felicidade.

Após a aula,já noite quando ele se recolhia para dormir,fazia as suas orações e pedia a Jesus mais desculpas por haver dado as suas prendas ao menino,deitou-se adormeceu e voltou a sonhar com Jesus.

Desta vez Ele lhe disse com suavidade:

- Muito obrigado Lulinha!Obrigado pelo lanche que matou a minha fome e pelo cobertor que está me aquecendo muito.

Lulinha pensando que Jesus estivesse zangado com ele,lhe respondeu:

- Jesus,eu já lhe pedi desculpas,o Senhor está zangado comigo?

- Não Lulinha,de maneira alguma.Eu estou lhe falando sério.Você realmente me socorreu. Acaso você não se lembra das lições de catecismo quando eu digo assim:

- ..Toda vez que socorrerdes a um necessitado a mim estarás socorrendo!

Xiiii! Eu nem pensei nisto,falou Lulinha sorrindo e tocando na mão de Jesus enquanto Ele o carregava nos braços beijando-o na face e dizendo-lhe:

- Não se esqueça nunca mais que você estará comigo toda vez que estiver com alguém que esteja sofrendo qualquer tipo de necessidade..Dito isto Jesus deitou Lulinha na cama,se despediu e partiu deixando atrás de Si um rastro de luz perfumada.

Lulinha despertou pensativo e a partir deste dia passou a visitar os lugares onde havia pessoas carentes de alimento,roupa,sapato,remédio e uma palavra de carinho e atenção.

Ah! ele contou tudinho a sua mãe mas ela não acreditou. É sempre assim, os adultos nunca acreditam no que as crianças falam. Não sei porquê?!


bjs,soninha

13 de jun de 2010

A CASINHA E O BOTÃO!



A casinha e o botão!

Era um lindo botão de madrepérola comprado especialmente para enfeitar o seu mais novo e lindo vestido azul,a sua cor preferida.Pena que era bem maior do que a casa por onde ele deveria passar.

Ela havia visto na vitrine da loja um lindo vestido azul e logo o desejou.Como era lindo!

Exclamava com ares de princesa imaginando-se nele vestida, arrancando elogios de todos,em especial da sua colega Rosinha que ela achava muito chatinha.Mas a sua mãe não tinha condições financeiras para comprá-lo.Eram pessoas humildes, a mãe lavava e passava roupa para quem podia pagar e o pai catava latinhas e papelão a fim de ganhar uns trocados para o sustento da família.

Que pena!



A mãe,dona Vânia, sempre generosa e desejosa de agradar a filha,lhe prometeu que faria um igualzinho com o próximo dinheiro que ganhasse das roupas,nem que para isto tivessem que ficar sem o pão e o leite por um bom tempo.

Estava dona Vânia cumprindo a sua promessa mas,ai coitada,havia comprado um botão maior do que a casa por onde ele iria passar e agora, na hora de sair ,toda  vaidosa dentro do vestido para ir à festinha da sua escola, Lucinha se debulhava em lágrimas por causa dele.

E ele era o detalhe mais bonito do vestido!

Dona Vânia pedia calma que ela daria um jeito abrindo um pouco mais a casa mas se deu conta de que a linha da mesma cor do vestido havia acabado pois ela havia usado uma sobra que a vizinha  lhe dera .


 
Como iria arrematar a casa?!

Olha daqui,mexe dali e a solução não aparecia e estava chegando a hora de começar a festinha da escola.

Não encontrava uma solução!

As vizinhas foram chamadas mas nenhuma delas tinha a linha da mesma cor e se arrematassem com uma outra diferente ficaria muito feio pois o arremate de uma casa de botão é muito aparente.

Quando viu que não tinha solução a Lucinha falou:

- Deixa pra lá mamãe! pode deixar que eu vou com o vestido rosa que vesti na festa do ano passado,ele ainda cabe em mim pois nunca engordo mesmo. 



Dito isto ela se dirigiu ao seu armário,pegou o vestido rosa sacudiu como a tentar retirar dele as lembranças do ano anterior e vestiu-o. Olhou-se ao espelho e viu-se linda como uma Cinderela. Amou-se muito e compreendeu que na vida devemos desejar apenas o que está ao nosso alcance jurando a si mesma que nunca mais faria a sua mãe se sacrificar tanto por causa da sua vaidade e do seu orgulho.



Lucinha foi à festa e divertiu-se muito,apesar do fiasco do vestido.Todos falaram que ela estava muito linda e sequer notaram que o vestido era o mesmo do ano anterior. Até a Rosinha que ela achava chatinha, lhe elogiou ficando durante toda a festa ao seu lado tratando-a com muito carinho.



Muitas vezes nós queremos agradar e impressionar pela aparência enquanto já possuímos maiores e melhores encantos e valores em nós mesmos.

bjs,soninha

12 de jun de 2010

FALE DE JESUS ...


" O livro edificante vacina a mente infantil contra o mal" (André Luiz)

"Quando você ensina, transmite.
Quando você educa, disciplina.
Mas, quando você evangeliza, SALVA."

Amélia Rodrigues












Experimente falar de Jesus para as crianças que estão ao seu redor,elas ficarão encantadas!


Todos os DIREITOS AUTORAIS PARA VERA STEFANELLO

bjs,soninha

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!