Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
São João está chegando...

20 de ago de 2014

A Raposa e o Corvo


Um corvo faminto furtou um belo queijo e, com ele no bico voou para o alto duma árvore. 
A raposa o viu e gritou para o alto:

Bom dia, belo corvo! 
Que lindas são suas pernas, que belo seu porte, que elegante a sua cabeça! 
Sou capaz de jurar que um animal bonito assim há de ter também uma bonita voz! 
Cante, que eu quero ouvi-lo!

O corvo, envaidecido, abriu o bico para cantar. 
E o queijo caiu na boca da raposa.


Moral da História - "Os elogios exagerados são sempre suspeitos."

*Esopo*

beijinhos de luz...

A Patinha Esmeralda


Meu nome é Esmeralda.

Antes de nascer, eu era assim, um ovo!

Depois de um tempo, quebrei a casca e saí de dentro e agora sou uma patinha.

Aí, eu vi que tinha muitos irmãos patinhos. 
E todos eles gostam de banho de sol pela manhã. 
Eu também!

Então, eu fico com muita sede.
Mas sou desastrada e muitas vezes caio na tigela ao tomar água.

Os patos gostam de se refrescar nadando no lago. 
É uma aventura muito divertida.

Certa vez, um ganso correu atrás de mim. 
Acho que os gansos não gostam de patinhos como eu.

Os patos adultos comem milho. 
Mas eu sou pequena, por isso, como farelo de fubá com água para não engasgar.

No final da tarde, mamãe pata fica contente ao ver seus filhotes em fila atrás dela, voltando para casa.

*Desconheço o Autor*

12 de ago de 2014

A Formiguinha Falastrona


No Reino Encantado das Formigas todas elas viviam em paz e harmonia, se ajudavam nas tarefas do formigueiro e assistiam aulas que ensinavam coisas muito interessantes e úteis, principalmente para as pequenininhas  

Mas havia uma, a Formiguinha Falastrona, que não parava de conversar o dia todo, só se calava quando estava dormindo e, assim mesmo, ela costumava sonhar e falava dormindo em voz alta,
muitas vezes, acordando outras formiguinhas que dormiam no mesmo quarto. 

Nas aulas era onde a formiguinha mais conversava. 


A Formiga Mestra estava ensinando como atravessar um rio sem se afogar ou como pegar farelos de biscoitos sem chamar a atenção das pessoas ou mesmo, como se livrar das pisadelas das pessoas nos parques, e a Formiguinha Falastrona tagarelando, atrapalhando a aula. 

Um dia, a Formiga Mestra ficou tão zangada com ela que a colocou de castigo, sentadinha atrás da porta. 

Onde ela estava ninguém podia vê-la e ali, naquele cantinho sossegado a Formiguinha Falastrona recostou-se e dormiu. 

A aula terminou, a Formiga Mestra e todas as outras formigas saíram da sala sem se lembrarem da Falastrona que estava de castigo atrás da porta. 

Anoiteceu, todas as formigas se recolheram para dormir, quando viram a caminha da Falastrona vazia.


 _ Onde está a Falastrona? Perguntou a formiga Mãe. 

- As formigas se olharam , colocaram a mãozinha sobre a boca e gemeram...óóóóó!!! 

_ Não quero saber de óóó nenhum, falou a Formiga Mãe, eu quero saber onde está a Falastrona? 

As formiguinhas assustadas responderam:

 - Ela ficou de castigo atrás da porta da sala de aula porque estava conversando muito e nós saímos e esquecemos dela. 


_ E a Formiga Mestra também se esqueceu dela? 

- Sim! responderam duas formiguinhas, ao mesmo tempo.

 _ Pois eu vou acordar a Formiga Mestra para ir buscar a Falastrona e vou registrar uma queixa dela no "Conselho das Formigas"


. Dito e feito!! 

A Formiga Mãe foi à casa da Formiga Mestra, acordou-a e foram buscar a Falastrona na escola. Durante o trajeto a Formiga Mãe brigou por demais com a Formiga Mestra. 

Chegando na escola a Formiguinha Falastrona já havia acordado e estava chorando muito por estar sozinha com tudo às escuras. 

A Formiga Mãe acolheu-a em seus braços e falou-lhe com carinho para que ela se acalmasse. Aos poucos a Formiguinha Falastrona adormeceu nos braços da Formiga Mãe e foi levada para a sua caminha. 

No dia seguinte a Formiga Mãe registrou queixa contra a Formiga Mestra por haver esquecido uma aluna pequena sozinha, de castigo na escola, no período da noite e a Formiga Mestra foi punida com seis meses sem dar aulas para as formiguinhas e sem receber salário. 

Claro que a Formiga Mestra ficou triste, porque ela amava ensinar às formiguinhas e o esquecimento dela não foi por maldade.Mas , se a Formiguinha Falastrona aprendeu a ficar calada na sala de aula, depois do castigo que recebeu, a Formiga Mestra também aprendeu a nunca mais colocar formiguinhas de castigo atrás da porta... para não esquecê-las!!! 

Quando queria colocar alguma formiguinha de castigo ela as levava para a sala da diretora e lá era bem melhor porque tinha TV e lanchinhos...


*soninha*

beijinhos de luz...

11 de ago de 2014

Papai do Céu!


Meu querido Papai do Céu!

Eu amo muito meu cãozinho "Valente" e peço a sua proteção para que as pessoas não façam mal algum a ele. 

Proteja também os cachorrinhos e os gatinhos que foram abandonados e fale com as pessoas para não deixarem que eles morram nas ruas frias, sem comida, sem água e sem amor.

Eu amo muito o senhor Papai do Céu e, por favor me atenda, tá??

*beijinhos para o senhor Papai do Céu*

10 de ago de 2014

Quando Deus criou os pais


Conta-se que quando Deus se dispôs a criar os pais, ele se esmerou a tal  ponto que atraiu a atenção de um anjo, que ficou a observá-lo.

Deus começou fazendo um homem de estatura muito alta. 

O anjo vacilou um pouco, mas resolveu falar com o Criador:

"Senhor, que tipo de pai é este? 

Se as crianças são baixinhas, por que um pai tão alto? 

Ele terá dificuldades para jogar bolinhas de gude sem se ajoelhar. 

Não poderá colocar uma criança na cama, nem beijá-la,sem ter que se curvar muito."

Deus sorriu e explicou que o pai precisava ser alto, para a criança ter alguém para enxergar, quando olhasse para cima.

Aí, ele partiu para colocar mãos grandes e vigorosas no modelo. 

O anjo criou coragem e falou outra vez: 
"Senhor, desculpe-me. Mas mãos grandes são desajeitadas. Elas não vão conseguir abotoar botões pequenos, nem prender elásticos nos cabelos e nem retirar cisco do olho de uma criança. E como irão trocar fraldas num bebezinho?"

"Pensei nisso", respondeu Deus, com toda sua paciência,"eu as fiz grandes o suficiente para segurar tudo o que um menino tira do bolso no fim do dia. E você verá, são pequenas o suficiente 
para segurar e acariciar o rosto de uma criança."

Depois, Deus começou a modelar as pernas. E as fez longas, esguias. 

E colocou ombros largos no protótipo de pai que estava criando.

"O Senhor percebeu que fez um pai sem colo? 
Quando ele segurar uma criança, ela vai cair pelo vão das pernas!" - tornou a censurar o anjo.

Deus continuou a modelar, com todo o cuidado e esclareceu:
"Mães necessitam de colo. O pai necessita de ombros fortes para equilibrar um menino na bicicleta ou segurar uma cabeça sonolenta no caminho de casa, depois das brincadeiras do circo ou da ida ao parque."

E Deus colocou pés grandes. Os maiores pés que o anjo já tinha visto.

Ele não se conteve: "Senhor, acha justo isso? Honestamente, o senhor acha  que esses dois pés vão conseguir saltar rápido da cama quando o bebê chorar? E quando tiver que atravessar um salão de festas de aniversário de uma criança, então! No mínimo, com esses pés enormes vai esmagar
umas três delas, até chegar do outro lado."

"Eles vão ser úteis", foi explicando o bom Deus. "você verá. 

Vão ter força para sustentar uma criança que deseje ver o mundo,do alto do pescoço do pai. Ou que deseje brincar de cavalinho."

Vão dar passadas firmes e quando a criança as ouvir, subindo as escadas, em direção ao seu quarto, se sentirá segura, por saber que o pai logo mais estará ali, para abençoá-la, antes de se entregar ao sono."

Deus continuou a trabalhar noite adentro. Deu ao pai poucas palavras,porém uma voz firme, cheia de autoridade. Deu-lhe também olhos que enxergavam tudo, mas que continuavam calmos e tolerantes.

Contemplando sua obra de arte, Deus resolveu acrescentar um último detalhe. Tocou com seus dedos os olhos do pai e colocou lágrimas que ele pudesse acionar, quando tivesse necessidade.

Aí, virou-se para o anjo e perguntou: "agora, você está satisfeitoem ver que ele pode amar tanto quanto uma mãe?"

O anjo nada mais tinha a argumentar. Permaneceu em silêncio.


É de relevância a lição dos exemplos dos pais aos filhos, a par da assistência constante de que necessitam os caracteres em formação, argila plástica que deve ser bem modelada.

No compromisso do amor, estão evidentes o companheirismo, o diálogo franco, a solidariedade, a indulgência e a energia moral de que necessitam os filhos, no longo processo da aquisição dos 
valores éticos, espirituais, intelectuais e sociais.

Os deveres dos pais em relação aos filhos estão inscritos na consciência. Grande é a tarefa que lhes está reservada, no que tange aos deveres da educação dos espíritos que lhe são confiados na qualidade de filhos.

_RME_

beijinhos de alegria...

Feliz Dia dos Pais!


beijinhos de luz!

6 de ago de 2014

Ar puro é importante para evitar doenças do inverno


Para evitar doenças do inverno, os ambientes devem ser ventilados. Se o frio está muito forte, a alternativa é agasalhar os baixinhos com mais rigor e deixar as janelas abertas. No quarto da criança, há alguns pontos a serem observados. A cama deve ficar no lugar mais quente e arejado. Bichos de pelúcia, tapetes, carpetes e cortina devem ser evitados, assim como cobertores de lã.

Outra forma de evitar as doenças do inverno, caso a umidade do ar seja baixa, é usar umidificador. Um teste simples ajuda a identificar o problema: quando as crianças vão dormir, é só colocar uma toalha de banho molhada e torcida no quarto, aberta entre as portas dos armários. Se pela manhã ela estiver seca, os pais devem começar a pensar no assunto com mais atenção.


Tempo úmido também não é solução, pois os fungos se multiplicam. E a condensação dos poluentes contribui para a agressão, especialmente aos pequenos alérgicos e pode ocasionar doenças de inverno. No mercado, há equipamentos acaricidas bastante eficazes. Travesseiros e colchões devem ser revestidos com tecido plastificado.

Para evitar as doenças de inverno, a limpeza dos ambientes merece pano úmido sobre as superfícies e é melhor evitar a presença da garotada nessas horas. Por falar nisso, não há mal nenhum na prática de exercícios ao ar livre, mesmo com o frio. Um bom agasalho resolve o problema.

Dicas para o quarto do seu filho no inverno que podem contribuir para evitar doenças do inverno :


- Animais e plantas ficam do lado de fora
- Prefira as persianas no lugar de cortinas de tecido
- Mantenha o quarto arejado e claro
- Faça a limpeza com pano úmido
- Encape travesseiros e colchões
- Troque lençóis e fronhas pelo menos uma vez por semana
- Não fume no quarto
- Escolha brinquedos que não sejam de pelúcia
- Pisos liso são melhores que tapetes ou carpetes


beijinhos de paz!!

Saúde Bucal no Inverno


A boca é importante via de contato e contágio para a disseminação desses problemas e, neste sentido, cuidar dela é um caminho para a prevenção das complicações típicas desta fase do ano.

Para se ter uma ideia, um espirro é capaz de espalhar até 40.000 gotículas infecciosas com vírus, bactérias e eventuais fungos. E pensar que tudo isso sai da boca de alguém gripado e muitas vezes comprometido na integridade das gargantas, narizes, gengivas e dentes.

Nos dias de frio intenso e seco, hidrate a boca regularmente. Consuma muita água in natura, chás desprovidos de açúcar, utilize os protetores labiais (mas lembre-se de não compartilhar o seu com as crianças ou qualquer outra pessoa).


A higiene da boca também é fundamental, além de livrar os dentes e a língua do excesso de placa bacteriana, melhorar o hálito, ela é a base fundamental para a promoção de saúde através da boca. Assim estamos reforçando a condição do nosso “sistema de defesa” para focar a prevenção e/ou o combate das doenças da época, sem ter que dividir essa tarefa com a “defesa e busca pelo equilíbrio dos problemas da boca”.

Além das escovas e do fio dental, o apoio de cremes dentais e eventuais bochechos, previstos pelo dentista, ajudam a diminuir a eliminação, no ar e nos meios de contato compartilhado, da percentagem de micro-organismos que podem comprometer a sua saúde e a dos outros ao seu redor, especialmente após o “batizado de um espirro sobre aquela superfície”…


Um ótimo e saudável inverno!

beijinhos saudáveis...

A Aranha e a Abelha


Certo dia uma aranha encontrou um local onde havia muitas moscas. 

Imediatamente pôs mãos à obra, tecendo uma teia. 

Escolheu dois galhos como apoio e começou a trançar para lá e para cá, entre um e outro galho. 

Tecendo seu fio de prata, construiu sua teia. 

Quando terminou o trabalho escondeu-se atrás de uma folha.

A espera foi breve. 
Logo uma mosca curiosa viu-se presa à teia. 
A aranha precipitou-se e devorou a mosca.

Porém uma vespa, pousada numa flor, a tudo assistira. 
Imediatamente voou para cima da aranha e furou-a com uma ferroada.

*Leonardo da Vinci*

beijinhos de alegria...

3 de ago de 2014

Seja muito bem vindo!


Que o mês de agosto nos traga muitas e muitas alegrias!!

beijinhos de paz...

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!