Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
Com muitas novidades!

28 de set de 2012

21 de set de 2012

Você tem um gatinho?

Não sei se já repararam, mas a maioria dos gatos são atraídos por fontes de água em movimento, chegando até a trocar a sua tigela de água por uma torneira a pingar. Uma boa forma de fornecer água corrente ao nosso gato, é adquirindo uma fonte de água, própria para gatos que existem nas lojas de animais.

Em último caso, eles preferem os recipientes cerâmicos, metálicos ou de vidro, para beberem a sua água, já que os de plástico podem alterar o sabor da água. Os gatos são criaturas delicadas, por isso convém também que estejamos atentos a que o recipiente da água esteja sempre cheio, para que os seus bigodes não toquem nas bordas. 
Gostou? 
beijinhos de alegria...

Sorvete é Alegria!


A primavera chegou de mãos dadas com um calorzinho gostoso, bom para a gente cair matando em cima de um sorvetão bem gostoso.

O sorvete é um alimento rico em cálcio, proteínas e vitamina A, fazendo muito bem à saúde, principalmente se for a base de leite.

Especialistas em nutrição recomendam o consumo de 2 a 3 porções de alimentos do grupo dos laticínios por dia, o que equivale a aproximadamente 180 gramas de sorvete.


Além de ser uma guloseima que refresca, o sorvete agrada às crianças e aos adultos, sendo um alimento com alto valor nutritivo.

Nos hospitais, o sorvete vem sendo utilizado especialmente por crianças submetidas à quimioterapia para combater o câncer, pois têm dificuldade de se alimentar.


Além do valor nutritivo, por ser gelado, o sorvete possui propriedade analgésica e ajuda a evitar náuseas causadas pelos tratamentos.

Fonte: Revista Medicina e Cia

Vai em frente...chama a mamãe e o papai pra curtir um sorvete bem legal...


beijinhos de paz...

18 de set de 2012

Fiquem atentos...


- nos parques observe se a criança não está muito próxima de brinquedos como balanços ou gangorras, que podem acertá-la e causar ferimentos mais graves.

- não é adequado subir em trepa-trepa de chinelo, pois os pés podem escorregar e a criança cair de uma altura perigosa.

- caso a criança deixe entrar areia nos olhos, esses deverão ser lavados com água filtrada, em abundância, até aliviar o incômodo. Não deixe que a criança esfregue os olhos, pois tal ação pode machucar suas córneas.

- não deixe que a criança salte do balanço em movimento, pois pode cair de mau jeito e causar fraturas.


- verifique se os brinquedos do parquinho são seguros e estão em perfeito estado de conservação.

- não solte pipas onde há fios de rede elétrica e não faça uso de cerol.


- ao realizar atividades de culinária com crianças, evite que as mesmas mexam com utensílios que possam causar ferimentos, como as facas, ou que cheguem próximo ao fogão e forno devido às altas temperaturas.

- tenha sempre cuidado com objetos de ponta, principalmente na área dos olhos. Normalmente, os zoológicos são bem arborizados, algum galho pode bater na criança e machucá-la.

- em piscinas, observe a criança o tempo todo, pois ela pode se virar de costas, sem querer, e não conseguir ficar em pé novamente. Além disso, pode ter uma cãibra e não conseguir nadar, o que pode causar afogamento.


- caso façam passeios em hotéis fazenda, tenha cuidado para que as crianças não circulem atrás de animais como cavalos ou pôneis, pois estes poderão dar-lhes coices. Tenha cuidado com ovelhas, pois são aparentemente tranquilas, mas quando chegamos perto podem dar cabeçadas que machucam. Não deixe que as crianças entrem em áreas como pastos e currais.

- em passeios por praias, fique atento para que os pequenos não se percam, mas tenha muito mais cuidado ao permitir que entrem na água, para que não sejam arrastados pelas ondas, o que pode causar esfolamento ou afogamento.


- ao fazerem um piquenique observe a limpeza do local e não corra o risco de encontrar pequenos bichinhos como aranhas, lacraias e formigas.

- ao andar de bicicleta, verifique o percurso a ser feito, se está em condições de uso, para que a criança não caia em buracos.


beijinhos de luz...

17 de set de 2012

A LIÇÃO




Zazá morava no interior com sua família. Tinha um primo que se chamava Léo que morava na cidade grande e adorava passar as férias na casa de Zazá. 

Ele gostava de subir em árvores, tomar banho de rio, correr no gramado. 
Mas ele não conhecia muita coisa da vida na roça e quando alguém tentava lhe ensinar alguma coisa, inclusive sobre alguns animais mais perigosos, ele dizia que não precisava, pois morava na cidade e vinha para a roça raramente. 
Zazá achava que ele não sabia coisas muito simples, como que o leite vem da vaca.

Perto da casa de Zazá morava o senhor José, um vizinho muito querido que tinha um apiário. 

Certo dia Léo saiu sozinho e enxergou umas caixas com uns insetos voando ao redor e ficou muito curioso. O menino não resistiu à tentação e jogou uma pedrinha. 
Os insetos vieram em sua direção, por sorte ele encontrou o tanque cheio de água, se jogou dentro e ficou atirando água nos bichinhos até eles voltarem. 

Mesmo assim ainda levou uma picada de um bichinho. 

Léo ficou muito zangado e prometeu a si mesmo que ia se vingar.



No dia seguinte acordou bem cedinho e foi até o galpão a procura de alguma coisa para exterminar os insetos. 
Encontrou um litro com líquido dentro que no rótulo dizia “PERIGO”. 

- Não sei ao certo o que é isso, mas aqueles bichinhos vão ver só! – pensou alto o menino, enquanto se dirigia até as caixas onde estavam os bichinhos que o haviam perseguido e picado na noite anterior. Jogou o veneno e voltou correndo para tomar o café da manhã com Zazá. 

- Estou com uma fome... esse pão com mel deve estar uma delícia. 

Passadas algumas horas o senhor José chegou à casa de Zazá lamentando que encontrou muitas de suas abelhas mortas. 

Léo, que estava por perto e ouviu a conversa, ficou vermelhinho e saiu de mansinho. Foi para baixo de uma árvore e ficou lá pensando na besteira que havia feito e passando a mão na picada. Quando sua prima chegou, perguntou se alguma coisa tinha acontecido, pois achou Léo muito esquisito. O garoto resolveu contar tudo.


- Você ficou maluco menino? 
Aqueles bichinhos que você matou são as abelhas que produzem o mel que você tanto gosta. Elas trabalham muito para produzi-lo e merecem o nosso respeito. 

Além de coisas gostosas como o mel, também são feitos muitos remédios. Tem outra coisa muito séria, criança não deve mexer jamais em coisas que não conhece, pois aquele líquido que você pegou é veneno e poderia ter te matado! 

Pense bem nisso tudo e vá se desculpar e explicar o acontecido para o senhor José. O menino nunca se sentira tão envergonhado, mas fez o que sua prima disse. 


Seu José o perdoou e lhe explicou muitas coisas sobre as abelhas, ficou sabendo, inclusive, que existe uma tal abelha rainha.

Zazá então compreendeu que ele havia feito aquilo por não ter conhecimento e resolveu ensinar a ele algumas coisas básicas sobre a natureza e a vida no campo. Léo ficou admirado ao saber que o mel vem da abelha, os ovos vêm da galinha, a lã vem da ovelha e muitas coisas mais... 




Depois de algumas aulas ele já estava bem espertinho e começou a se interessar em aprender mais, principalmente sobre os animais, e até começou a dizer que seria veterinário quando crescesse.


História e desenhos de Cleusa Lupatin

beijinhos de luz...

10 de set de 2012

Rosinha e a boneca Felisberta


Era madrugada e na casa de Rosinha todos dormiam quando, de repente, um barulho como se fosse a explosão de uma bomba, colocou todos de pé.

Os seus pais saíram do quarto, atordoados, esfregando os olhos e bocejando, com os cabelos desarrumados, ares de sono e o medo estampado nos rostos.

Rosinha pulou da cama como se uma mola a tivesse impulsionado para o alto, correu para perto dos pais perguntando aos berros:

_ O que foi isto papai? Hein mamãe...hein...o que foi isto??

Os seus pais, atônitos por não saberem do que se tratava responderam, ao mesmo tempo.

- Volte para o seu quarto que nós vamos revistar a casa e ver o que aconteceu.

Rosinha voltou ao seu quarto e, ao adentrar nele, se deu conta de que a sua boneca "Felisberta" não se encontrava, Ela dormia numa caminha ao lado da sua e esta estava vazia.

Rosinha pensou em voltar para falar com os pais sobre o desaparecimento da "Felisberta" mas, com medo, deitou-se e cobriu-se com a sua manta, deixando apenas os olhinhos de fora a espreitar o que poderia, mais, acontecer. Olhos e ouvidos atentos, Rosinha esperava.

Passados alguns minutos os seus pais entraram no seu quarto carregando a boneca "Felisberta" que estava toda chamuscada como se tivesse enfrentado um incêndio.

Rosinha pula da cama, perguntando:

_ Mami, mami, que aconteceu com a "Betinha"?

- Filha, disse a sua mãe, a sua boneca foi mexer no fogão e provocou um pequeno incêndio que nós já apagamos.

_ "Betinha....Betinha"....não já lhe disse para não mexer na casa!

A bonequinha, triste e envergonhada, falou à amiga:

** Eu estava com fome, Rosinha, e fui preparar um lanchinho...

_ Preparar um lanchinho...preparar um lanchinho...!! 
Onde já se viu uma boneca mexer num fogão!! 
Por que não me acordou e me pediu, "Betinha"??

** Você estava num soninho tão gostoso amiga!!

_ AFF! não faça mais isto "Betinha", senão vou lhe colocar num colégio interno.

** Colégio interno não!! Colégio interno não!! 
gritou Felisberta, correndo e escondendo-se debaixo da coberta de Rosinha.

_ Está  bem!! Está bem...falou a menina e acrescentou: mas você vai passar um bom tempo no Hospital das Bonecas, ah! se vai!!

No dia seguinte Rosinha internou "Felisberta" no Hospital para ser tratada das chamuscadas e, durante a sua ausência a menina traçou novos planos para cuidar da sua bonequinha. Entre eles incluía o propósito de oferecer um lanche, todos os dias, à boneca, antes de se deitar.

É!! as bonequinhas muitas vezes dão uma trabalheira....

soninha

beijinhos de alegria...

2 de set de 2012

A GREVE



Verônica não gosta dos serviços do lar. Acha muito ruim ter que arrumar a cama de manhã, lavar a louça do café e ter que arrumar seu quarto. 

Ela também pensa que ajudar nas tarefas do lar é perda de tempo e que aquelas tarefas não têm importância nenhuma. Ela tem certeza que cuidar da casa é serviço que sua mãe deve fazer, afinal, ela é a responsável pelo lar. 

Dona Vanessa, a mãe de Verônica, trabalha em uma empresa. Seu horário de serviço é da uma da tarde às oito da noite. 

Pela manhã, Dona Vanessa arruma a casa, lava a roupa e faz o almoço. Quando ela chega em casa, à noite, está cansada. Após arrumar o jantar e lavar a louça, costuma acompanhar as lições da filha, perguntando o que ela aprendeu durante o dia e como se comportou na escola. 

Em uma sexta-feira pela manhã, Dona Vanessa ouviu a filha gritar no quarto: 

- Não gosto de arrumar a cama! Não vou arrumar o quarto! Estou em greve! 

Dona Vanessa ficou muito triste. Ela já tinha explicado para a menina que cada uma tinha suas tarefas e que a colaboração é importante. Mas parece que Verônica não compreendeu. 

A mãe, então, tomou uma decisão: naquele dia não arrumou a casa, não lavou a roupa, não passou as roupas que estavam limpas e não fez o almoço. 

Verônica notou que a casa estava bagunçada, que havia brinquedos espalhados pela sala e roupas sujas no banheiro. Mas não pensou em recolher os brinquedos ou levar a roupa para o cesto de roupa suja. 

Quando chegou a hora de se arrumar para ir à escola, Verônica descobriu que seu uniforme não estava passado. Ela reclamou, mas a mãe nada disse. 

Na hora do almoço percebeu que a mãe não tinha feito comida. Sem entender o que estava acontecendo, ouviu da mãe: 

- Faça sanduíche para o almoço.

Sem entender, a menina fez um almoço improvisado com sanduíche e suco. 

Logo Dona Vanessa saiu para o trabalho e quando a garota foi pegar sua mochila para ir à escola, não encontrou o lanche sempre pronto que a mãe costumava deixar em cima da mesa. 

Aquela tarde pareceu mais comprida. Verônica pensou na atitude da mãe e achou que talvez ela estivesse doente. O que seria dela se a mãe adoecesse? Quem iria lavar, passar, cozinhar, arrumar, cuidar do seu cão? 

Quando chegou em casa, tudo continuava uma bagunça. Ninguém havia levado o lixo para fora e Bob, o cachorro, latia sem parar porque não havia água no seu pote. Verônica começou a ficar preocupada e resolveu dar água para o seu cão, pois ela gostava muito dele e sabia que devemos tratar muito bem os animais. 

Enquanto esperava pela mãe, a menina apenas assistiu televisão. Quando Dona Vanessa chegou, foi logo tomar banho. Verônica bateu na porta, reclamando que estava com fome. A mãe mandou esperar. 

Algum tempo depois, Dona Vanessa saiu do banho e sentou no sofá da sala, erguendo os pés em um banquinho. Verônica perguntou: 

- A senhora não vai arrumar o jantar? 

- Não - disse a mãe, muito séria. Estou em greve. 

A menina olhou para a casa bagunçada, lembrou que não teve almoço, que o uniforme não estava pronto e que também não tinha tido lanche à tarde. E que o cachorro também tinha sentido falta dos cuidados de Dona Vanessa. 

Verônica ficou vermelha. Lembrou que não tinha lavado a louça, nem arrumado a cama de manhã porque achou que podia fazer greve. Naquele momento ela percebeu quanta coisa sua mãe fazia e como eram importantes suas tarefas. 

A menina pediu desculpas à mãe e as duas encerraram a greve. Verônica descobriu que dividindo as tarefas da casa e fazendo a sua parte sem reclamar, ela ajudava a mãe e colaborava para a harmonia do lar. A partir desse dia Dona Vanessa e Verônica tiveram mais tempo para realizarem passeios e brincadeiras juntas, inclusive começaram a passear com Bob, o que se tornou uma tarefa agradável para todos. 

Claudia Schmidt

e aí galerinha!!!
vocês têm ajudado a mamãe ou estão em greve???

beijinhos de paz...

Docinhos Domingueiros: "Brownie vapt-vupt"


Ingredientes

3/4 de xícara (chá) de manteiga
1 1/2 xícara (chá) de açúcar
4 ovos
1/4 de xícara (chá) de água
1 colher (chá) de baunilha
3/4 de xícara (chá) de chocolate em pó
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo peneirada
1 pitada de sal
1 xícara (chá) de nozes picadas grosseiramente
Acessório
Assadeira de 18,5 x 25,5 cm untada com manteiga

Preparo

- Aqueça o forno em temperatura média por dez minutos. 

- Bata os oito primeiros ingredientes no liquidificador até obter uma massa lisa e homogênea.

- Acrescente as nozes e misture bem.
 
- Coloque na assadeira e asse por 30 minutos ou até que, enfiando um palito no centro da massa, ele saia limpo. 
- Deixe esfriar um pouco e corte em pedaços. 

- Se quiser, sirva com uma bola de sorvete de creme.


beijinhos vapt vupt....

PAPAI DO CÉU



Sei que o Senhor é bom e que pode mudar muitas coisas e por isto eu trouxe esta lista de pedidos, será que ao menos um poderá ser atendido?

- Mude a natureza do meu pai, ele só pensa em trabalho, dinheiro e cerveja.

- Faça a minha mãe mais paciente com meu pai e com todos.

- Ralhe com a babá que vive a me dar beliscões e eu tenho medo de falar com a mamãe e ela não acreditar.

- Cure o meu cãozinho, ele está tão dodói...será tristeza?

- Me dê um domingo sem bebidas na minha casa, eu odeio o cheiro da cerveja...

- Este ano quero um natal bem lindo, pode ser?

- Tudo que pedi o Senhor faça também por todas as outras crianças que precisarem, tá bom??

Eu lhe amo Papai do Céu!!

Me abençoe e me guarde para sempre.

- soninha-

beijinhos de alegria.

O QUE TODA CRIANÇA DEVE SABER...


  A caridade é o processo de somar alegrias, diminuir males, multiplicar esperanças e dividir a felicidade para que a Terra se realize na condição do esperado Reino de Deus. 

 A frase de esperança é um jorro de luz. 

  A humildade é a chave de nossa libertação. A obra da caridade tudo transforma em favor do bem. 

 A Terra é uma embarcação cósmica de vastas proporções e não podemos olvidar que o Senhor permanece vigilante no leme. 

 Compreendamos que unicamente cooperando na paz dos outros é que o concurso da paz virá ao nosso encontro. 

 Confia em Deus, mas não te esqueças de que Deus confia em ti.  

  Cultiva a alegria de ser útil.

  De tudo o que semeares, efetivamente colherás.  
  Todos podemos oferecer consolação, entusiasmo, gentileza,encorajamento.

 A humildade é a chave de nossa libertação. 

 "... Confia, Segue, Trabalha e Constrói para o Bem e guarda a certeza de que, para alcançar a felicidade, se fazes o teu Dever, Deus faz o resto." 

Onde encontrei?

beijinhos de paz...

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!