Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
O Inverno Chegou...

25 de nov de 2012

Pais devem ter atenção ao sono da criança: roncos não são normais - A partir de 1 ano

A partir de 1 ano, roncos relacionados a adenoides ou amígdalas grandes começam a surgir. A adenoide cresce no fundo do nariz e não é possível enxergá-la a olho nu. Para seu diagnóstico, é necessário fazer endoscopias nasais (geralmente sondas bem fininhas) ou um raio X digital bem-feito. "É muito comum a criança com adenoides grandes ter também amígdalas grandes e isso causar paradas de respiração na criança, além do ronco", explica Ângela.

Outro fator relacionado ao ronco infantil e à apneia do sono é a rinite alérgica. Ela causa um inchaço na mucosa nasal, sinusites de repetição e respiração oral.

"Dizemos que no adulto é normal existir até cinco apneias (parada de respiração) por hora. Já na criança, nem uma apneia por hora é considerada normal", salienta a especialista.

O ser humano, quando nasce, é programado para usar o nariz para respirar e por isso, quando a criança começa a usar a boca para respirar e roncar enquanto dorme, observa-se o surgimento de problemas como mau hálito , infecções de garganta repetidas, rouquidão, piora de refluxo gastroesofágico. Nessas crianças, o uso da chupeta pode causar ou agravar problemas na arcada dentária e piorar o ronco.

"Sempre que houver ruídos respiratórios, roncos e apneias na criança, os pais devem informar o pediatra e o otorrinolaringologista/médico do sono para que seja realizado o diagnóstico e o correto tratamento do problema", finaliza ela.
Especialista em Medicina do Sono e Otorrinolaringologia, 
atua no Indaiatuba Day Hospital. Mestrado em Medicina do Sono. CRMSP 149513

beijinhos de paz...

A FOLHA E O VENTO


Vivia uma folhinha no alto da árvore em meio a muitas outras, sempre a se queixar de tudo e de todos. Queixava-se do sol; da chuva;  dos passarinhos que pousavam nos galhos e incomodavam o seu sono com o trinado: da poeira que irritava os seus olhinhos: do barulho das crianças brincando na sombra da árvore: enfim, era uma folha sempre insatisfeita. 

Um dia, o vento após escutar as suas lamúrias resolveu oferecer-lhe ajuda. 
_ Folhinha, falou-lhe com carinho, eu posso ajudá-la a acabar com a sua tristeza, você quer? 

- Claro que quero, respondeu-lhe sem nem perguntar de que maneira ele iria ajudá-la. 

Então, o vento soprou bem forte arrancando-a do galho onde ela repousava e foi arrastando-a pelo mundo afora. 

Levou-a a conhecer novos países, novos povos e costumes, rios, mares, animais de todas as espécies, pessoas lindas, e, quando não havia mais nada a ser visto o vento depositou a folhinha no continente mais gelado do mundo . 

Tremendo de frio e solidão ela perguntou-lhe: 
- Você vai me deixar aqui? 

_ Sim! você não queria emoções? aqui você as terá. 

Dito isto  o vento se despediu mas não pôde seguir a sua viagem de retorno pois a folhinha, de joelhos, suplicava para que ele a levasse de volta. 

Com dó da mesma o vento pegou-a pela mãozinha e a levou de volta ao galho onde ela vivia com as outras. 

Desde então a folhinha nunca mais queixou-se de coisa alguma e viveu feliz o resto dos seus dias junto às outras folhas.

Moral: A ambição quando é demais pode prejudicar!

soninha

beijinhos de luz...

24 de nov de 2012

Dor de ouvido em criança: saiba o que pode e o que deve ser feito


Limpeza do Ouvido

Os bastões de madeira ou plástico com algodão na ponta não são indicados para fazer a limpeza do ouvido. Basta imaginar uma rua sem saída. Se você tiver uma pedra dura de cera no ouvido e tentar removê-la com o bastão, estará empurrando essa "massa" até a "porta fechada" lá no fundo. 



Perfuração do tímpano com cotonete

Essa "porta" é o tímpano, que pode até vir a romper-se. Em caso de ouvido "entupido", somente um médico, com a instrumentação e iluminação adequadas, poderá fazer a remoção do excesso ou do bloco da cera.


A limpeza da parte mais externa da orelha (do popularmente chamado de "cascão") pode ser feita com a ponta de uma toalha molhada em um pouco de álcool. Esse procedimento deve ser realizado de 3 a 4 vezes por semana para limpar as "dobrinhas". No entanto, vale lembrar que um pouco de cera no canal do ouvido não faz mal, pois se trata de uma defesa fisiológica para proteção, e só deve ser retirada com auxílio médico em caso de excesso ou entupimento.



beijinhos de alegria...

O gatinho "bambam e o ratinho "timtim"



O gatinho "bambam", bonito e compenetrado, nunca deixava o ratinho "timtim" passear pela casa, quando todos dormiam, a fim de recolher migalhas para se alimentar. Por mais que o ratinho chorasse e lhe implorasse, ele se mantinha firme na sua atitude e o pobre do ratinho a passar fome.

Certo dia, todos da casa saíram e deixaram "bambam" amarrado com um barbante bem forte, a sua vasilha com água e outra com ração e a caixinha de areia onde ele pudesse alcançar.

Não lhe faltava nada mas "bambam" queria andar, correr, saltar e dar uma escapulida para a rua. Vendo o vexame do gatinho o ratinho se ofereceu para soltá-lo ao que ele respondeu:
- Você me soltar?? Como, se o nó está tão apertado... 
O ratinho não respondeu e, imediatamente se pôs a roer, com os seus dentinhos afiados, o nó do barbante que se desfez rapidinho deixando o gatinho livre.
Desde então, "bambam" não mais perseguiu " timtim" e até passou a dividir o seu alimento com ele. 
Moral: Melhor ter amigos do que inimigos!

soninha

beijinhos de paz...

23 de nov de 2012

Exemplo de Humildade


Há muito, muito tempo atrás, numa humilde e pequena estrebaria, alguns animais conversavam, trocando idéias sobre suas vidas. 

E o boi, muito manso, dizia com sua voz grave e pacienciosa: 


— Tudo o que fazemos é trabalhar de sol a sol. Puxo o arado revolvendo a terra para a semeadura, e conduzo a carroça com tranqüilidade e alegria executando meu trabalho sem reclamar. O senhor pode contar comigo, que estou sempre firme no serviço, mas jamais recebi uma única palavra de encorajamento. 

O cavalo, que ruminava num canto, concordou balançando a cabeça: 


— Também tenho dado o melhor de mim, levando o senhor para todo lado, caminhando grandes distâncias sob o sol abrasador, a chuva fria ou o frio inclemente. Mas, tenho recebido apenas o chicote no lombo como paga pelos meus serviços. 

O burrico levantou a cabeça, tristonho, e suspirou: 


— Tenho carregado cargas muito pesadas e nunca reclamei, nem me recusei a cumprir minhas tarefas, todavia nunca recebi uma ração extra em agradecimento pelos meus esforços. 

A vaca, que amamentava seu bezerrinho recém-nascido, ergueu os olhos grandes e úmidos e comentou: 


— Também eu tenho sentido na pele a ingratidão do homem. Não contente em tirar-me o leite com que alimenta seus filhos, não raro desagrega nossa família, matando-nos por prazer para alimentar-se de nossas carnes, utilizando-nos a pele para a confecção de calçados e roupas. 

A ovelhinha, que tudo ouvia em silêncio, e que de olhar sonhador observava através da porta, o céu de um azul profundo e limpo, recamado de estrelas, suspirou e disse com sua voz meiga: 


— Concordo que todos têm sua parcela de razão. Também eu não estou livre de maus tratos, embora colabore sempre com a minha lã para que o homem confeccione agasalhos com que se protege do frio. Mas sabem o que ouvi dizer outro dia? Que é aguardado um Messias com toda ansiedade. Dizem que ele virá do céu para amar os homens na Terra, e para conduzi-los ao regaço de Nosso Pai. 

E os animais, atentos e curiosos, sentindo uma esperança nova, pediam-lhe a uma só voz: 

— O que mais dizem desse Messias enviado por Deus? Conte-nos... conte-nos... 

E a ovelhinha, orgulhosa das suas informações, prosseguia: 

— Dizem também que ele dará a cada um segundo suas próprias obras. Por isso, tenhamos confiança em Deus que nunca nos desampara. 

Mais reconfortados e confiantes, os animais naquela noite sonharam com o Messias, que cada um imaginava conforme seus gostos e necessidades, e que seria o Salvador do Mundo. 


No dia seguinte viram que se aproximava, vindo pela estrada, um homem que conduzia um burrico, carregando uma jovem de belo e doce semblante. 

Como não tivessem conseguido alojamento para passarem a noite, contentaram-se com aquela humilde estrebaria. 

Pareciam exaustos da longa viagem e a jovem aguardava um filho para breve.

Com espanto, os animais viram o homem ajeitar as palhas, improvisando um leito para a jovem. 

Algumas horas depois nascia um lindo bebê, sob as vistas carinhosas e atentas dos animais. 


No céu uma grande estrela surgira, prenunciando um acontecimento incomum, e, rodeando a manjedoura, transformada em improvisado berço para o recém-nascido, os animais sentiram-se compensados por todo o sofrimento das suas vidas, conscientes da grande importância daquele acontecimento. 

E, na paz e quietude do ambiente singelo, reconheceram naquela criança o Messias, o Cristo de Deus, que nascera na Terra para ensinar o Amor, mas que preferira como testemunhas mudas do seu nascimento, não os homens, mas os humildes, laboriosos e dóceis animais da criação. 

Tia Célia

Célia Xavier Camargo 

22 de nov de 2012

Cereal Matinal


Você gosta de cereal?? Eu amo de montão, hummmm, e sabe como ele apareceu na nossa mesa?? eu li que foi bem assim: Os primeiros flocos de milho tostado surgiram no ano de 1884, pelas mãos do doutor John Harvey Kellogg, médico chefe de uma clínica de saúde na cidade de Battle Creek, nos Estados Unidos. Ele preparava cereais na própria clínica, pois queria oferecer uma alimentação mais saudável e balanceada a seus pacientes.
 Num dia, quando cozinhava trigo para produzir granola, deixou a massa tostar por acidente. Mas decidiu simplesmente continuar o processo e, para a sua surpresa, ao afinar a massa com rolos, ela se desfez em flocos. Surgia aí o princípio para a produção de cereais que levaria à criação dos flocos de milho.
 Com a adição de açúcar, a novidade caiu no gosto dos pacientes, da vizinhança, da cidade, e continuou se popularizando cada vez mais. Foi então que Will Keith Kellogg, irmão do doutor John, constrói uma fábrica para produzir o cereal, batizado como Toasted Corn Flakes. Era o ano de 1906 e o início da Kellogg's Company. 
Informação Nutricional porção de 30g
Valor calórico 114kcal 6
Carboidratos 26g 9
Proteínas 1.2g 2
Gorduras totais 0g 0
Gorduras saturadas 0g 0
Gordura Trans 0g 0
Fibra alimentar .6g 2
Cálcio 0mg 0
Ferro 3.4mg 24
Sódio 182mg 8
(*) Valores Diários de Referência com base em uma dieta de 2.000 calorias ou 8.400 Kj.
(**) Valor Não Estabelecido.
Ah! coma o cereal com leite quentinho, é uma delícia!!



beijinhos de luz... 

17 de nov de 2012

O VAGA-LUME AMBICIOSO


Viviam as estrelas lá no alto, no céu, brilhando como se fossem raros diamantes enquanto nas florestas vaga-lumes passeavam entre as copas das árvores. Um deles, vaidoso e ambicioso sonhava com uma vida diferente.


Então, ele falou aos demais: 
_Eu queria ser uma estrela para me juntar às outras e brilhar lá no alto onde todos pudessem me ver.

Os demais vaga-lumes olharam o amigo ambicioso e nada responderam.

Os dias se passaram e, numa noite escura em que as nuvens carregadas encobriram a luz da lua e das estrelas, destacou-se na escuridão o magnífico brilho dos incontáveis vaga-lumes que voavam para lá e para cá. 

Não só na floresta como nas ruas da cidade eles encantavam as pessoas com o seu brilho natural! Todos saíam das suas casas para ver o espetáculo e muitos aplaudiam.

O encanto durou apenas uma noite mas permaneceu inesquecível na mente e no coração de todas as pessoas que o assistiram.


Moral: Contentemo-nos com o que somos e façamos bem o que nos é destinado a fazermos!!

soninha

beijinhos de paz...

15 de nov de 2012

O PERIQUITO CURRUPACO


Era uma vez um periquito chamado Currupaco. Vivia em uma árvore muito alta e ele era conhecido como Currupaco porque lá de cima, além de falar muito, ele ficava debochando dos outros animais das redondezas.

Certo dia, Currupaco via a Dona Pata, esbaforida, espantando algumas moscas que estavam a atormentar:

- Saiam para lá, suas moscas , vão embora! Vocês estão atrapalhando o meu trabalho!

O periquito achou aquilo muito engraçado e começou a imitar a Dona Pata, brincando de sombra e repetindo tudo o que a pobre patinha falava:


- Pare de me imitar, seu periquito metido! - falava Dona Pata, sem nada adiantar, pois ele havia adorado a nova brincadeira.

As moscas foram embora e Currupaco, após se cansar também partiu.

O sábio babuino Roni, que era uma macaco muito inteligente, estava vendo tudo e resolveu falar com Currupaco:

- Meu amiguinho! Por que você faz isto com Dona Pata, e com todos os outros animais desta floresta? Eu estive observando que você debocha, ironiza, atrapalha a vida de todos. Não é assim que devemos agir!


Currupaco pouco se importou com o que o babuino falava, e também começou a imitá-lo. Roni se retirou, mas antes deixou uma mensagem:

- A amizade não se compra. Temos que conquistá-la com carinho e respeito. Assim você nunca terá amigos. E fez uma pergunta que deixou o periquito pensativo:

- Você tem amigos?

Depois de muito refletir, Currupaco se deu por conta de que o macaquinho tinha razão, pois até hoje ele não havia conquistado um amiguinho sequer.


- Primeira coisa, pensou consigo mesmo, vou pedir desculpas a quem eu magoei. Depois, vou tratar bem a todos os meus irmãozinhos animais, não repetindo os erros que eu cometi até então. E também vou ajudar a todos que precisam de auxílio.

Fazendo isso, em pouco tempo, Currupaco tinha a amizade de todos na região. E ele aprendeu que era muito mais feliz agindo assim, no bem e na caridade, do que maltratando os outros.

Camille Scholl

beijinhos de luz...

12 de nov de 2012

TRABALHAR COM ALEGRIA


José Antonio era o seu nome. Mas todos o chamavam de Zequinha.

Zequinha, que logo completaria oito anos, era um menino bom, porém tinha um hábito muito feio: não conseguia fazer nada sem reclamar.

A mãe, com muita paciência, tentava fazer com que o filho entendesse a necessidade de modificar seu comportamento, sem grande resultado.

Como eram espíritas, os pais se preocupavam com as atitudes de Zequinha, percebendo que, se continuasse assim, teria muitos problemas no futuro.

Um dia, a mãe lhe disse:

— Zequinha, sei que você gosta de brincar, o que é natural, pois é uma criança. Porém, todos nós precisamos colaborar, dando a nossa contribuição para o bem-estar da família. 

Jesus fica triste quando não estamos satisfeitos, pois na existência temos muito a agradecer a Deus, nosso Pai. Nada nos falta. Por isso, é preciso manter o otimismo e a alegria de viver nas atividades de cada dia, meu filho. 

— Entendeu, meu filho?

— Entendi, mamãe. 

O menino prometeu que procuraria ser diferente daquele dia em diante.

No dia seguinte, depois que Zequinha voltou da escola, a mãe deu-lhe uma tarefa: comprar sabão no supermercado da esquina, pois havia terminado. O garoto saiu resmungando.

Depois, a mãezinha pediu-lhe que arrumasse a mesa para o almoço. 
De má vontade, Zequinha obedeceu.

Não podendo sair, a mãe pediu-lhe o favor de levar o irmão menor para a escola. Mais tarde, deu-lhe a incumbência de enxugar a louça e varrer o quintal. Sempre reclamando, Zequinha obedeceu.

À noite, na hora do Evangelho no Lar, a mãe perguntou se Zequinha tinha cumprido todas as suas obrigações daquele dia.

— Sim, mamãe. Fiz tudo o que a senhora mandou. Jesus deve estar contente comigo hoje. 

A senhora balançou a cabeça, afirmando:

— Não, meu filho. Ainda falta alguma coisa.

Zequinha pensou... pensou... pensou... mas não conseguiu descobrir 
o que era que tinha deixado de fazer.

— Ora, mamãe, a senhora deve estar enganada. Executei todas as tarefas que me foram pedidas.

E, contando nos dedos, relacionou todas as atividades do dia:

— Fui à escola, ao supermercado, arrumei a mesa para o almoço, levei meu irmãozinho para a pré-escola, varri o quintal e enxuguei a louça. Puxa! Trabalhei o dia inteiro! — reclamou o menino, descontente.

— Mas ainda falta uma coisa, meu filho.

— Qual, mamãe?

— Se você fez tudo o que lhe foi pedido, ainda falta ter executado as tarefas com alegria.

Somente então Zequinha lembrou-se do que havia prometido no dia anterior.

Abaixou a cabeça, reconhecendo que a mãe tinha razão. 

Com ternura, ela acariciou seus cabelos, e disse:

— Não tem importância, meu filho. Amanhã será um outro dia. Deus nos concederá novas oportunidades para que possamos nos corrigir, praticando o que aprendemos.

Tia Célia

Célia Xavier Camargo 

** E você, ajuda a mamãe resmungando ou com alegria?

beijinhos de luz...

11 de nov de 2012

Segunda-feira com alegria!!


Hoje é segunda-feira
Que ela seja colorida
Com azul, verde, amarelo
Pondo luz na nossa vida

Um solzão nos aquecendo
Muita luz pelas calçadas
As acácias...estou vendo
São florzinhas encantadas

Quero um doce saboroso
Com gostinho de hortelã
Vou curtir cada minuto
Sem pensar no amanhã

Brincarei de pega-pega
Na calçada vou rolar
Se cair pingos de chuva
Neles, vou me refrescar

Brincarei com o meu cãozinho
Que se chama "bilalau"
Dou um beijo em seu focinho
Para ouvir o seu: "au au"

Na escola estudarei
Com prazer e atenção
Meus deveres eu farei
Sem haver reclamação

E assim, será meu dia
Só alegria e bonança
Coisa boa neste mundo
É ainda ser criança!

"acácia"

soninha

Ganhei um mimo...


A amiga Alice quem me deu!!
O seu Blog é lindo,visite-o!!


Obrigada garota!!

10 de nov de 2012

Chocolate é alegria!




Chocolate o alimento perfeito: 
Impressionante soma de qualidades: sabor apreciado por todos, enorme variedade de formas, grande valor nutritivo e energético, rápida metabolização e ótima digestibilidade. Especialmente em barras, tabletes ou líquido, o chocolate é o alimento indicado para a merenda escolar e para as grandes coletividades (quartéis, hospitais, escolas, parques infantis, concentrações esportivas, etc.)
Equilíbrio:
O chocolate é perfeito do ponto de vista do equilíbrio energético, isto é, a relaçao entre a ingestão dos alimentos e o dispêndio de energia.

Quem quer se conservar ativo precisa de alimentos que reponham a energia queimada.
Valor estimulante 
  
A teobromina existente no cacau oferece estímulos para o sistema neuromuscular, favorecendo as funções renais, cardíacas e aliviando o cansaço intelectual.
Rápida metabolização 
O organismo humano de qualquer idade e nas mais diversas situações de saúde, absorve facilmente o chocolate que, pouco tempo após a ingestão está transformado em energia
Ótima digestibilidade 
A digestão do chocolate se faz facilmente, graças as gorduras que entram em sua composição: 39% de ácidos graxos nao saturados, sendo 37% de ácido oleico e 2% de ácido linoleico, indispensável ao organismo.

A digestibilidade da manteiga de cacau, um dos componentes do chocolate, é excelente e seu coeficiente atinge 98%, segundo Pechnik, Borges e Guimarães.

Quanto ao figado, testes biológicos realizados pelo Prof. Gounelle, apresentam absoluta normalidade após a ingestão de chocolate.


beijinhos

5 de nov de 2012

Mamãe, o que é "bule"?


Ricardinho entrou em casa, ofegante, aos berros: 
_ Mamãe, mamãe...o que é "bule"? 

_ Bule?? bule é aquela vasilha onde colocamos o café quando
 temos visitas em casa, respondeu a sua mãe. 

_Só quando tem visitas?? 

- Sim, porque no dia-a-dia nós usamos garrafa térmica, porquê??

 _ Ah! mamãe, não deve ser este bule não, falou o menino fazendo beicinho.

- De qual bule você está falando menino?? 

_ Sabe mamãe, hoje na escola aconteceu uma briga feia com alguns coleguinhas 
mas eu fiquei quietinho sem dar um pio.
A diretora foi ver o que estava acontecendo, 
por causa da gritaria, levou todos eles para a sua sala e retornou para nos 
dizer que não queria saber de "bule" na escola. 

- AH! disse D. Ruth, sorrindo.
Não é "bule" meu filho, é "bullying"!

 _Hummm...e o que é mesmo mamãe, este troço ai? 

Dona Rute pacientemente explicou ao filho que o "buylling" é uma situação 
em que acontecem agressões intencionais, verbais ou físicas, 
feitas de maneira repetitiva, por um ou mais alunos contra um ou mais colegas. 

_ Ah! mamãe, explica melhor vai...

- Deixe-me pensar!! Ah! já sei como explicar. 
Me diga uma coisa filho, você tem algum colega diferente? 

_Tenho mamãe, o Marquinhos, ele é zarolho, usa uns óculos com 
lentes "grossonas"e os colegas vivem chamando-o 
de "instalação trocada". 

- Este apelido incomoda o coleguinha filho?? 

_Demais mamãe,demais!!Ele chora, se esconde ,falta aula, 
mas quando retorna a turma não o deixa em paz .
E a briga foi com ele por causa deste apelido.

- Pois isto aí é "bullying" filho, no caso é uma "agressão verbal,
 intencional e repetitiva", entendeu? 

_ Entendi mamãe, e fico pensando como deve ser chato alguém 
ser perturbado todos os dias por outro lhe chamando 
de algo que ele não gosta..

- É mesmo, finalizou dona Rute; e, por favor, se comporte com os 
seus colegas e não me vá entrar na onda dos outros não!!

_ Eu hein! Eu hein!! eu quero é paz!! falou Ricardinho, 
jogando um beijinho para a sua mãe...

- Vem cá filho, vem cá pois falta eu lhe explicar como surgiu o nome "bullying".

 _E a senhora sabe mamãe??

 - Sei sim!  O termo "bullying" tem origem na palavra inglesa 
"bully", que significa valentão, brigão.

_ Xiiiiiiiiiii...então todo mundo que pirraça outro 
praticando o "bullying" é isso tudo aí??

 _ É filho! quem pirraça é porque gosta de provocar 
e brigar e não quero que você seja assim, está certo? 

_Certíssimo mamãe!! Certíssimo!! um beijão minha "gata",falou 
Ricardinho dando uma risadinha perguntando: 
_É bullying??

soninha

beijinhos de luz...

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!