Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
O Inverno Chegou...

31 de mai de 2013

Lancheira Ideal


Você sabe preparar a lancheira para seu filho?


Troque alguns alimentos da lancheira

Pão branco por Massa integral (que possui fibras e mais vitaminas).

Refrigerante por suco natural

Bolacha doce por salada de frutas

Queijo amarelo por queijo branco

Frutas de fácil digestão:

Pera, mamão, banana e mexerica (tangerina).

Dica: vá acostumando seu filho a comer frutas em casa. Comece com apenas um pedaço pequeno e vá aumentando o tamanho da fruta cortada ao longo do tempo. Utilize-as em papinhas e sucos naturais. Isso faz com que a criança não veja a fruta como algo “estranho” na lancheira. 
Exclua da lancheira

Refrigerantes

Sucos industrializados (eles podem conter muito açúcar, prefira um suco natural preparado em casa ou na escola)

Salsicha

Pão branco

Alimentos gordurosos, tais como batata fritas, balinhas e salgadinhos (gordura favorece a diabetes)

Macarrão instantâneo (alta concentração de sal.
Uma lancheira ideal deve conter:

Pão com massa integral (que possui fibras e vitaminas)

Queijo branco (cálcio e proteínas) (atenção à conservação pois é perecível)

Iogurte, "iogurte" do tipo pettit suisse, e derivados (proteínas) (atenção à conservação pois é perecível)

Frutas (rico em vitaminas, minerais e fibras)

Suco natural (hidrata e é rico em nutrientes) (atenção à conservação pois é perecível)
ATENÇÃO À CONSERVAÇÃO DOS ALIMENTOS

Sucos naturais preparados em casa são perecíveis, portanto quando for levar qualquer suco de frutas na lancheira, vale uma dica. Coloque o suco no freezer algum tempo antes da criança seguir ao colégio. Deixe quase congelado. Acondicione-o em garrafa térmica. Assim é possível beber horas depois sem aquele gosto de suco velho. Os nutrientes são mantidos mesmo que o suco seja consumido no recreio.

Lembrete: uma lancheira térmica é muito importante para que a bebida mantenha temperatura interessante. Se for somado o tempo da preparação do lanche ao horário do recreio, estaremos falando em um intervalo de não mais de 3 horas, tempo em que uma boa lancheira térmica é capaz de manter a refrigeração.

Os lanches devem ser embalados com papel alumínio. O ideal, repetindo, é que seja uma lancheira térmica. Queijos e frios, por exemplo, necessitam de bons cuidados com a refrigeração (como uma embalagem bem feita) e devem ser consumidos em até 3 horas.
Antes de ser colocado na lancheira, o lanche deve estar na geladeira ou ser feito na hora. Caixas plásticas pequenas são vendidas no formato para lanches. É uma boa sugestão.

Relembrando. A combinação de bom planejamento no preparo do lanche, alimentos saudáveis e horários regulares de refeição no recreio faz com que seu filho tenha uma alimentação importante para seu desenvolvimento. E nada de refrigerantes e salgadinhos da cantina!

Quanto a combinações de sucos, qualquer um é interessante, desde que siga todas instruções de refrigeração e armazenamento.

Alguns alimentos, apesar de saudáveis, não toleram ficar fora de refrigeração, portanto não utilize-os a não ser que a escola ofereça geladeiras para armazená-los até a hora do lanche. Prefira apenas frutas e alimentos secos como o pão integral ou a bolacha de água e sal.

Importante! Não deixe de higienizar a lancheira todos os dias na volta da escola.

A Assembleia dos Ratos

Era uma vez uma colônia de ratos, que viviam com medo de um gato. Resolveram fazer uma assembléia para encontrar um jeito de acabar com aquele transtorno. Muitos planos foram discutidos e abandonados. No fim, um jovem e esperto rato levantou-se e deu uma excelente ideia:

-Vamos pendurar uma sineta no pescoço do gato e assim, sempre que ele estiver por perto ouviremos a sineta tocar e poderemos fugir correndo. Todos os ratos bateram palmas; o problema estava resolvido. Vendo aquilo, um velho rato que tinha permanecido calado, levantou-se de seu canto e disse:

- O plano é inteligente e muito bom. Isto com certeza porá fim à nossas preocupações. Só falta uma coisa: quem vai pendurar a sineta no pescoço do gato?
Esopo 
Moral da história:

Falar é fácil, fazer é que é dificil.

27 de mai de 2013

Beijo-de-dama

Foto: Mauro Holanda

Ingredientes 

. 1 xícara (chá) de açúcar 
. 1 e 1/2 xícara (chá) de castanhas-do-pará torradas e moídas 
. 2 xícaras (chá) de farinha de trigo 
. 1 xícara (chá) de manteiga 
. 1 gema 
. 100 g de chocolate meio-amargo picado 

Modo de preparo

Em uma tigela, peneire o açúcar. Junte as castanhas, a farinha de trigo e a manteiga. Esfregue a mistura entre as mãos até obter uma farofa. Acrescente a gema e mexa com as pontas dos dedos até formar uma massa homogênea.

Faça bolinhas com cerca de dois cm de diâmetro e disponha-as em uma assadeira untada. Leve ao forno médio preaquecido e asse por 20 minutos, aproximadamente, ou até dourar. Retire do forno e deixe esfriar.

Derreta o chocolate meio-amargo picado em banho-maria. Retire do fogo e deixe amornar. Mergulhe os dentes de um garfo no chocolate derretido e deixe escorrer sobre os biscoitos, formando linhas. Deixe secar e sirva com cafezinho ou no chá da tarde.


26 de mai de 2013

O Leão e o Rato



Certo dia, estava um Leão a dormir a sesta quando um ratinho começou a correr por cima dele. O Leão acordou, pôs-lhe a pata em cima, abriu a bocarra e preparou-se para o engolir.

- Perdoa-me! - gritou o ratinho - Perdoa-me desta vez e eu nunca o esquecerei. Quem sabe se um dia não precisarás de mim?

O Leão ficou tão divertido com esta ideia que levantou a pata e o deixou partir.

Dias depois o Leão caiu numa armadilha. Como os caçadores o queriam oferecer vivo ao Rei, amarraram-no a uma árvore e partiram à procura de um meio para o transportarem.

Nisto, apareceu o ratinho. Vendo a triste situação em que o Leão se encontrava, roeu as cordas que o prendiam.

E foi assim que um ratinho pequenino salvou o Rei dos Animais.

Moral da história: Não devemos subestimar os outros.

Jean de La Fontaine

21 de mai de 2013

O tamanho do calçado.


Uma recomendação importante é utilizar a numeração de sapato adequada. Comprar um sapato maior para que ele dure mais não é uma atitude inteligente. A dica dos especialistas é optar por modelos anatômicos, que têm um espaço maior para o pé crescer naturalmente. E quando o sapato apertar troque por um maior imediatamente.


“Utilizar um sapato apertado prejudica o crescimento do pé, que até os 14, 16 anos, está em formação. Os calçados apertados podem causar problemas irreversíveis de postura e coluna no futuro”, alerta Ary Filgueiras, assessor de uma marca de calçado infantil.


É difícil prever o tempo de vida útil de um sapato. Dependendo do ritmo que a criança está crescendo e de seu desenvolvimento, ela pode perdê-lo mais cedo ou mais tarde. No primeiro ano de vida, é quando ocorrem mais trocas em um curto espaço de tempo. Segundo Filgueiras, nessa fase algumas crianças chegam a trocar o número do calçado de 3 em 3 meses.


Como as crianças dão algumas espichadas repentinas, o melhor a fazer é não encher a sapateira com milhares de sapatos de diversas cores tipos e modelos. É melhor investir em dois ou três pares de qualidade e ir trocando conforme o pé for crescendo. Basta que a criança tenha um bom tênis, e uma ou duas sandália para os dias quentes. Assim, você não vai ficar morrendo de raiva quando um sapato novinho não entrar mais naquele pezinho que não pára de crescer.



O Cravo e a Rosa




beijinhos...

20 de mai de 2013

Pinguinho de Chuva



A chuva havia caído com suavidade sobre a cidade enquanto o sol descansava um pouquinho na sua confortável cama.

No meio da tarde ela foi até a porta do quarto do sol, bateu devagarinho:

- tum...tum...tum...Ô de casa!

- Quem é?! _perguntou o sol com a voz arrastada de sono_

- Sou eu, meu amigo, a sua comadre chuva.

O sol saiu de debaixo das cobertas, calçou o chinelo e,com a cara amarrotada de sono foi até a porta, abriu e perguntou à chuva:

- Que foi que houve comadre, em que lhe posso ser útil?!

- Estou indo embora meu compadre e o senhor deve tomar conta do céu até a noite chegar.

- Ãnãnãn...que pena! Eu estava num soninho tão bommmm.... _ falou o sol, bocejando_

Alguns minutos depois saía o sol da sua casa enquanto a chuva se recolhia nas graciosas nuvens espalhadas pelo céu, deixando um solitário pingo sobre uma folhinha verde que, muito triste por estar sozinho, começou a deslizar pela folha a fim de dar um pulinho e saltar para o chão.




O gracioso pingo de chuva rolou até o chão, encontrou uma linda poça d'água onde  mergulhou,brincou com os outros pinguinhos durante todo o final da tarde e parte da noite.



Quando a noite estava quase cochilando de sono, os pinguinhos olharam para o céu e viram lindas nuvens e sentiram o desejo de morar acima daquelas nuvens maravilhosas.

Pinguinho solitário clamou por sua fada madrinha que chegou ligeirinho a fim de ver o que o afilhado estava precisando.



- Estou aqui, pinguinho solitário, o que houve?

- Fada madrinha, eu gostaria de morar acima das nuvens com os meus amiguinhos, os outros pingos. A senhora nos leva até lá?

- Claro pinguinho, claro! _respondeu a fada madrinha_

E, num passe de mágica, bem ligeirinho a fada levou todos os pinguinhos,que estavam bem abraçadinhos, e os colocou em cima de uma grande e maravilhosa nuvem branca.



 Lá do alto, os pinguinhos abraçadinhos numa linda nuvem,olhavam para baixo e sorriam recordando as suas peraltices na poça d'água, enquanto Juquinha mostrava ao seu coleguinha, aquela nuvem diferente muito parecida com um coração...



bjs,soninha

Sempre na moda!


É claro que a roupa infantil se inspira na moda adulta. Porém, é essencial que as peças das crianças tenham um toque infantil para preservar os valores da infância, que deve ser mantido pelo maior tempo possível. Então, encha o guarda-roupa de seu filho com peças lúdicas e divertidas. Porque essa tendência nunca sai da moda.


Se você quer vestir seu filho com ares modernos, procure roupas que sigam a tendência internacional, mas que sejam adaptadas ao universo infantil. Um bom exemplo são os vestidos florais, as saias rodas, as batinhas, as pregas e as peças balonês, que deixam as meninas com um ar descontraído. Para os meninos, bermudões largos com bolsos laterais e camisetas estampadas com super-heróis e desenhos animados fazem sucesso.


Usar as cores que estão em alta na estação, tanto para meninos como para meninas, é um excelente recurso para entrar no mundo fashion.

A Linda Rosa Juvenil



beijinhos...

19 de mai de 2013

Dr. Limpeza, uma visita muito especial


A escolinha da professora Maroca estava em alvoroço pois iria receber uma visita muito...muito importante.

Tratava-se de Dr.Limpeza, o homem mais cuidadoso daquela cidadezinha. Ele se preocupava com o bem estar de todos e estava sempre empenhado em ensinar coisas úteis para que todos pudessem ter uma ótima saúde.

A escola fora lavada da entrada até a área de recreação, as paredes, janelas, cortinas, lousas,carteiras, teto, tudo...tudinho estava brilhando de tão limpo .

Havia vasos com flores sobre as mesas forradas com lindas toalhas brancas, bordadas com lindos desenhos coloridos, faixas de boas vindas se espalhavam em todos os vãos da escola, frases delicadas surgiam nas lousas como se houvesse uma sementinha mágica brotando em cada cantinho da escola, decidida a homenagear Dr. Limpeza .
A euforia corria de um canto para outro da escola, de braços dados com todos, a alegria era a máscara que enfeitava o rosto do mais novo ao mais velho, da professora Maroquinha ao mais humilde serviçal

Tudo era festa!.

Chegou...chegou...gritavam as crianças animadas, e começaram a bater palmas e cantar em homenagem ao visitante.

Dr.Limpeza muito compenetrado, vestindo um jaleco muito branquinho, cumprimentou a todos, com um sorriso afivelado no rosto e disse:

- Hoje eu vim lhes ensinar uma coisa muito... muito... mas muito importante para a nossa saúde: a lavagem das nossas mãos.

A gurizada gritou em coro:


- EU LAVO...eu lavo...Eu LaVo.........

- Eu sei que todos vocês lavam, mas será que lavam de maneira certinha? perguntou Dr. Limpeza com uma carinha de quem não estava acreditando nas crianças. Venham cá! fiquem aqui pertinho de mim que vou ensinar como se faz esta lavagem da melhor maneira possível, a fim de matar os bichinhos que causam 
doenças.

As crianças se aproximaram, ficaram bem atentas enquanto ele ensinava direitinho como deveriam lavar as mãozinhas.

E o Dr.Limpeza falava:

- Não esqueçam dos punhos, onde se coloca a pulseirinha; os dedinhos,um a um, todos eles;as palmas e o dorso das mãos; entre os dedinhos; debaixo das unhas com uma escovinha...tudo... tudinho...com muita água e muita espuma de sabão. Entenderam bem?

- Entendeeeemmmos!! gritaram as crianças.

Ele colocou cada uma delas diante da pia e fez com que todas elas lavassem as mãozinhas para que ele visse se tinham aprendido de verdade. Corrigia um, ensinava outro, sorria, dava tapinhas de carinho nas costas do outro, cafuné em mais alguém, até que todos lavaram as mãozinhas, hiper felizes.
Após a demonstração do Dr.Limpeza, lancharam doces deliciosos, brincaram de pula-pula, amarelinha, pipa, bolinha de gude e muitas outras brincadeiras maravilhosas. Dr.Limpeza se despediu lançando beijinhos para todos e saiu desejando felicidades, após haver dependurado na parede,perto da pia, um cartaz ilustrado sobre a maneira correta de se lavar as mãos. 
Quando ele foi embora, a criançada, professores, funcionários e visitantes correram para admirar o cartaz e recomeçaram tudo de novo.....rs...rs...Desta vez as crianças ensinavam aos adultos.

E a festa continuou......até hoje!!!  
Acredito que nunca terminará.

Cuidem bem das criancinhas!!! 
bjs,soninha

Calendário de Vacinação do Ministério da Saúde do Brasil



Esse é o calendário de vacinas oferecido pelo Ministério da Saúde do Brasil e disponível em todo território nacional.

Calendário Básico de Vacinação da Criança


IdadeVacinaDosesDoenças que imuniza
Ao nascerBCG-IDdose únicaFormas graves de tuberculose

Hepatite B1ª doseHepatite B
2 mesesVacina Pentavalente (DTP + Hib + HB)1ª doseDifteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b, Hepatite B

VIP (vacina inativada contra pólio - injetável)1ª dosePoliomielite (paralisia infantil)

VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano)1ª doseDiarréia e desidratação causada por rotavírus

Vacina Pneumocócica 10 (conjugada)1ª dosePneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo
3 mesesVacina Meningocócica C (conjugada)1ª doseDoença invasiva causada por Neisseria meningitidisdo sorogrupo C
4 mesesVacina Pentavalente (DTP + Hib + HB) 2ª doseDifteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b, Hepatite B

VIP (vacina inativada contra pólio - injetável)2ª dosePoliomielite (paralisia infantil)

VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano)2ª doseDiarréia e desidratação causada por rotavírus

Vacina Pneumocócica 10 (conjugada)2ª dosePneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo
5 mesesVacina Meningocócica C (conjugada)2ª doseDoença invasiva causada por Neisseria meningitidisdo sorogrupo C
6 mesesVacina Pentavalente (DTP + Hib + HB)3ª doseDifteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b, Hepatite B

VOP (vacina oral contra pólio - gotas)3ª dosePoliomielite (paralisia infantil)

Vacina Pneumocócica 10 (conjugada)3ª dosePneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo
9 mesesFebre amareladose inicialFebre amarela (em áreas endêmicas)
12 mesesVacina Tríplice Viral (SRC)1ª doseSarampo, rubéola e caxumba

Vacina Pneumocócica 10 (conjugada)reforçoPneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo
15 mesesVacina Tríplice Bacteriana (DTP)1º reforçoDifteria, tétano e coqueluche

VOP (vacina oral contra pólio - gotas)reforçoPoliomielite (paralisia infantil)

Vacina Meningocócica C (conjugada)reforçoDoença invasiva causada por Neisseria meningitidisdo sorogrupo C
4 anosVacina Tríplice Bacteriana (DTP)2º reforçoDifteria, tétano e coqueluche
Vacina Tríplice Viral (SRC)2ª doseSarampo, rubéola e caxumba



Vacina contra a Gripe:

A vacina contra a gripe não está no calendário porque ela é oferecida em campanhas todo ano sempre antes do inverno. Nessa época, gestantes e crianças entre 6 meses e 2 anos de idade deverão ser vacinadas.

Em caso de dúvida sobre as vacinas ou onde vacinar ligue para o DISQUE SAÚDE 136 Ouvidoria Geral do SUS - (Ministério da Sáude - Brasil)

Atenção! O Guia do Bebê disponibiliza aqui apenas o calendário até 4 anos de idade.

O Calendário de Vacinação Infantil pode mudar a qualquer momento.



Escravos de Jó



beijinhos...

18 de mai de 2013

Os Três Amiguinhos


Era uma vez...

... três amiguinhos que nunca se separavam: Arnaldo, Luís e Ricardo.

Moravam na mesma rua, estudavam na mesma escolinha e brincavam no mesmo parquinho. Os seus pais se conheciam e também eram amigos e tudo parecia perfeito até um dia em que eles ganharam carrinhos de presente, todos diferentes.

Luís ganhou um lindo carrinho azul que era um caminhão porém sem a carroceria, Ricardo ganhou um fusquinha amarelo e o Arnaldo um lindo carro lilás com um potente controle remoto.

Reuniram-se para brincar e o Arnaldo começou a falar que o dele era o melhor de todos porque tinha controle e o que os dos amigos não eram carrinhos de menino e sim de bebês.

Eles que nunca haviam brigado, começaram a discutir por conta das piadinhas do Arnaldo e quase saíram nos tapas, se não fosse a chegada da mãe do garoto que se sentia o maioral por ter um carrinho com controle remoto.

Dona Anastácia escutou as vozes alteradas das crianças e foi verificar o que estava acontecendo.Já foi chegando e dando uma bronca no filho pois ela notou de imediato que era ele o causador da briga. Mesmo assim ela perguntou:

- Que foi que houve por aqui, garotos; estão brigando?

Luisinho e Ricardinho responderam ao mesmo tempo:

- É o seu filho dona Naná. Ele está dizendo que os nossos carrinhos não são de menino e sim de bebês porque não têm controle remoto.

Dona Naná falou ao filho:

- Que bobagem é esta menino? Eu te ensinei a fazer e falar estas bobagens com teus amigos? Pois agora você vai deixar o seu carrinho com eles até amanhã para eles brincarem e vai brincar com os deles, para você aprender a não ser egoísta nem vaidoso.

Dito e feito! Dona Naná chamou os garotos e disse:

- Levem o carrinho do meu filho e brinquem bastante até amanhã, e deixem os de vocês aqui com ele, eu faço ele ter cuidado.

- Obrigado dona Naná! Muito obrigado mesmo...falaram os dois e saíram correndo,muito felizes, com o carrinho do amigo.Foram brincar no pátio da casa do Luisinho.

Enquanto isto, Arnaldo sentou-se,amuado,na sua cama e foi chorar. Mas aprendeu a lição...Nunca mais ele agiria daquela maneira com os amigos, tentando humilhá-los.

Trabalhando: O Respeito, A Vaidade, O Orgulho, A Bondade, A Partilha.

bjs,soninha

Ciranda Cirandinha




beijinhos...

17 de mai de 2013

Livrinhos Doces Livrinhos


Um livrinho de histórias
É um castelo encantado
Abro as portas, nele eu entro
E ali, fico trancado...


Encontro com a Cinderela
Subindo no pé de feijão
Fico muito preocupado
Bate forte o coração


Os duendes saltitando
Cantam suas musiquinhas
Enquanto as pererecas
Parecem estar maluquinhas


Lá no fundo há um dragão
Muito fogo está cuspindo 
Me encolho assombrado
De fininho...vou saindo...


Deixo a porta entreaberta
Pra mais tarde eu voltar
Esta linda historinha
Estou louco pra acabar


Vou tirar um cochilinho
Pra sonhar com esta magia
Que se chama doce história
Um celeiro de alegria.


bjs,soninha

Bem-Casado Recheado

Foto: Mauro Holanda

Ingredientes 

Massa 

. 6 ovos 
. 6 colheres (sopa) de açúcar 
. 1/2 colher (café) de fermento em pó 
. 14 colheres (sopa) de farinha de trigo peneirada 

Recheio 

. 1/2 kg de doce de leite 

Calda 

. 2 xícaras (chá) de açúcar 
. 1/2 xícara (chá) de água 

Modo de preparo

- Ponha na batedeira os ovos e o açúcar. 
- Bata na velocidade média por 15 minutos ou até obter uma massa fofa e com bolhas de ar. 
- Retire da batedeira, adicione lentamente o fermento em pó peneirado e mexa com uma escumadeira ou pá grande com furo no centro, em movimentos de baixo para cima. 
- Acrescente a farinha de trigo também peneirada e misture delicadamente da mesma maneira. 
- Não mexa com força para a massa não abaixar. 

- Em uma assadeira untada e forrada com papel-manteiga, vá pingando a massa com uma colher de sobremesa, formando pequenos bolinhos com cerca de 4 centímetros de diâmetro. 
- Deixe um espaço entre eles para não grudarem. 
- Leve ao forno alto pré-aquecido por cerca de 4 a 5 minutos, ou até dourar. 
- Retire os bem-casados do forno e deixe esfriar. 
- Una os bem-casados, dois a dois, com o doce de leite e reserve.

Calda

- Leve a água ao fogo e aqueça até ficar morna. 
- Junte as duas xícaras de açúcar e mexa com uma colher de pau até dissolver. 
- Mergulhe os bem-casados rapidamente e aos poucos, na calda fora do fogo, vire-os com um garfo, para que fiquem totalmente molhados. 
- Escorra-os no próprio garfo, junto à panela, retire-os e coloque sobre uma grade para secar.

- De vez em quando, pingue água morna na calda para que ela não resseque. 
- Deixe os bem-casados secarem completamente. 
-Se desejar, embrulhe-os primeiramente em papel celofane, depois em papel crepom colorido e amarre-os delicadamente com uma fita.


Mochila


Um dos temas bastante controvertidos entre profissionais de saúde, educadores e pais, é sobre o uso da mochila em crianças e pré-adolescentes.

Na minha experiência profissional, tenho vivenciado bastante este problema e freqüentemente sou indagado a respeito do assunto.


Alguns dados extraídos do dia-a-dia e da literatura ortopédica em geral, mostram que a fase de crescimento da criança e do pré-adolescente é um período bastante dinâmico, sobrecarregando músculos, ligamentos, tendões e ossos, principalmente na coluna vertebral. Esta sobrecarga, será agravada se o pequeno paciente tiver uma sobrecarga de peso nas suas costas porque na fase de crescimento há um estímulo do desenvolvimento global das estruturas acima citadas. Toda criança pode sofrer danos na coluna vertebral se continuar a carregar a mochila nas costas com material escolar excessivo e, na criança obesa, sedentária e que carrega um peso muitas vezes desnecessário e exagerado, pode aparecer dores e principalmente deformidades nesta coluna, tais como cifose e escoliose.

Está comprovado por estudos de Nachemson, na Suécia; Vilela no Rio de Janeiro e por um estudo realizado no ano de 1999, por acadêmicos de fisioterapia da Universidade Santa Cecília, em Santos, que a mochila não deve ser colocada nas costas das crianças e nem penduradas num ombro só. O ideal é que a carreguem na mão, alternando de uma para outra, em pouco espaço de tempo.


Algumas escolas são conscientes desse problema e permitem o uso de carrinhos para as mochilas, pois além de não sobrecarregarem a coluna, a maioria das crianças gostam de levá-la consigo para a escola até como forma de divertimento pelo trajeto escolar.


Outras escolas, estas em menor número, têm armários nas salas de aula ou por seus corredores, impedindo que os pequenos estudantes sobrecarreguem suas colunas em crescimento, levando materiais de lá para cá.

O correto seria que todas as escolas tivesses armários dentro da sala de aula ou por seus corredores, ou quem sabe, se programassem para isso, fazendo planos com os pais de como sanar esse problema, desde que não seja sobrecarregar os pequenos.




Bauru especial de forno

Foto: Ormuzd Alves

Ingredientes:

Massa: 

. 4 ovos
. 1 e ½ xícara (chá) de azeite de oliva
. 1 e ½ xícara (chá) de leite
. 1 e ½ xícara (chá) de farinha de trigo
. 1 colher (chá) de sal
. 1 colher (sopa) de fermento em pó

Recheio:

. 200 g de presunto cortado em fatias
. 1 tomate sem pele e sem sementes picado
. Orégano a gosto
. 200 g de queijo tipo mussarela cortado em fatias

Para polvilhar:

. ½ xícara (chá) de farinha de rosca
. ½ xícara (chá) de queijo tipo parmesão ralado

Modo de preparo:

Massa: 

- Bata no liquidificador os ovos, o azeite, o leite, a farinha de trigo e o sal, até que fique homogêneo.
- Despeje em uma tigela, acrescente o fermento e misture.

Montagem: 

- Coloque metade da massa em uma assadeira untada com manteiga e enfarinhada com farinha de rosca. 
- Cubra com as fatias de presunto, o tomate, o orégano e o queijo tipo mussarela. 
- Despeje por cima o restante da massa, polvilhe a farinha de rosca e o queijo parmesão. 
- Asse no forno preaquecido a 200°C durante 30 minutos ou até dourar.


EU ENTREI NA RODA




beijinhos

16 de mai de 2013

Igual a mamãe!



A moda infantil está ganhando espaço nas prateleiras das principais grifes do país. 
A consagrada estilista Cris Barros foi uma das pioneiras a aderir à nova moda e lançou uma coleção infantil para crianças de 1 a 12 anos. “A ideia desta nova linha veio das clientes, que pediam roupas para suas filhas. Na sua primeira coleção infantil criou shorts, bermudas, tops e vestidos, com os mesmos modelos e estampas da coleção dos adultos, mas em versão mini. “As peças de maior sucesso na coleção foram adaptadas para o público infantil e produzidas em pequena escala, mantendo a exclusividade característica da marca”. 
A carioca Maria Bonita, que se destaca no cenário da moda nacional de luxo, também lançou recentemente a Maria Bonitinha, voltada para o público infantil. Segundo o grupo, a linha nasceu a partir de um grande anseio da fiel clientela da marca. A primeira edição foi limitada, com vestidinhos de estampa ‘vintage’ que fazem sucesso entre as clientes. 
A moda já pegou. Diversas marcas famosas de roupas e biquínis para adultos estão entrando para o universo infantil. “Eu acho a ideia bem legal. As roupas são diferenciadas e a minha filha acha o máximo se vestir igual a mim”, conta Maria Renata Lopes, mãe de Manuela, de 6 anos.



** CINDERELA, PICA-PAU E O LOBO MAU**


Cinderela passeava
Pela floresta, e cantava
Um pica-pau encontrou
Lhe mostrou o seu biquinho
E o pequeno, danadinho
Logo, logo a conquistou


Bons amigos se tornaram
E carinhos eles trocaram
Viram que o lobo mau
Estava bem escondidinho
Eles viram o malvadinho
_ Ia comer o pica-pau!


Cinderela preocupada
Ficou séria e calada
Abraçou o seu amigo
O pequenino pica-pau
Pois o malvado lobo mau
Representava um perigo


Bem quietinhos e abraçados
Eles foram encontrados
Por dois fortes caçadores
Que passavam no momento
Puxando por um jumento
Carregadinho de flores


Os caçadores valentes
Tão risonhos e contentes
Conduziram os amiguinhos
Para um abrigo seguro
Por detrás de um grande muro
Onde havia os passarinhos


Cinderela e o pica-pau
Livraram-se do lobo mau
Que foi pego na armadilha
Quando ele estava fugindo
Atrás dele, os cães latindo
Era uma imensa matilha!


Nunca mais apareceu
Dizem que ele morreu
O malvado lobo mau...
Só assim a Cinderela
Entre todas, a mais bela
Vive em paz com o pica-pau!


Longe do seu lobo mau...


soninha

beijinhos de alegria...

Dia do Gari


Gari é o lixeiro ou varredor.O profissional responsável pela higiene e estética das ruas das cidades, dos jardins, das praças e logradouros públicos.

Com ambiente de trabalho sofrível, desempenha suas atividades munidos de carrinho, pá e vassoura em prol do asseio e beleza da cidade. Além das adversidades do ambiente de trabalho, enfrenta diariamente o preconceito e o desrespeito de muitas pessoas, sem perder o ânimo diante destas. 

Definição: AlexAlecrim e Xandy garis da prefeitura de Uibaí-Bahia.

Você, criança, coopere com a limpeza não jogando papéis no chão e sim nas caixas de coleta de lixo. 

Ajude a manter a sua cidade sempre limpa!!


Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!