Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
Com muitas novidades!

26 de nov de 2014

23 de nov de 2014

Biscoitinho Doce

Foto: Mauro Holanda

Ingredientes

.3 xícaras (chá) de farinha de trigo
.1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar
.2 colheres (chá) de cremor de tártaro (à venda nos supermercados)
.1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
.1 xícara (chá) de gordura vegetal
.1/2 colher (chá) de sal
.2 ovos
.1 ovo para pincelar

Modo de preparo

- Peneire juntos a farinha, o açúcar, o cremor, o bicarbonato e o sal. 

- Ponha em uma tigela e faça um buraco no meio. Junte a gordura vegetal e os ovos ligeiramente batidos. 

- Mexa com a ponta dos dedos até obter uma consistência homogênea e divida a massa em várias partes. 

- Faça pequenos cordões com as mãos e una as pontas. 

- Disponha os biscoitinhos em uma assadeira untada, pincele com o ovo e leve ao forno preaquecido até dourar. 

- Desenforme frio.

Dica:
- Se quiser substitua o ovo para pincelar por uma mistura de açúcar e canela. 
- Faça os biscoitinhos, passe-os nessa mistura e leve ao forno.

A Caixa de Bombons


Dinho, menino de cinco anos, não conseguia parar quieto. Impaciente, andava de um lado para outro, com expressão de sofrimento.

Percebendo a inquietação do menino, a mãe perguntou:

— O que está acontecendo, meu filho?

Com as mãos apertando a barriga o garotinho reclamou, em lágrimas:

— Minha barriga dói, mamãe! Ai! Ui! Ai! Não agüento mais!...

Cheia de ternura, a mãezinha colocou o pequeno no colo e passou a massagear- lhe a região da dor, enquanto ele se aconchegava ao seu seio.

— Por que, mamãe, estou sofrendo tanto? Será que o Papai do Céu não gosta mais de mim? — perguntou, com a voz entrecortada pelos soluços.

Acalentando-o ainda mais junto ao peito, a mãezinha explicou:

— Não é nada disso, meu filho. Deus ama a todos nós da mesma maneira: a você, a mim e às outras pessoas. Nós é que, muitas vezes, com nossas atitudes, causamos o próprio sofrimento.

Fez uma pausa, para ver se o garoto estava entendendo, e perguntou:

— Vejamos: o que foi que você comeu hoje?

Dinho, que prestava atenção no que a mãe dizia, franziu a testa no esforço de se lembrar, e, parando de chorar, respondeu:

— Quando levantei, tomei um copo de leite e comi bolachas.

— Ótimo! E na hora do almoço?

— Comi arroz, feijão, bife e batatinha frita, que gosto muito!

— Muito bem! E foi só isso? Será que não esqueceu alguma coisa?

O menino concentrou-se e depois acrescentou, satisfeito:

— Tomei sorvete de morango!

— Isso mesmo, Dinho. Mais alguma coisa?

— Não. Só comi isso.

— Pense bem, meu filho!

Dinho não saberia dizer se foi o olhar da mãe que parecia saber tudo, mas a verdade é que baixou a cabeça, com o rosto vermelho, sentindo-se descoberto. Lembrou-se de que, na parte da tarde, foi até o armário onde sua mãe guardava as guloseimas para repartir com a família, pegou uma caixa de bombons e comeu tudo, tudo, tudo, sozinho, escondido atrás da casa. 

Esfregando as mãos, com medo da reação da mãe, ele contou o que tinha feito. 

Sem reprovar o comportamento do menino, ela considerou:

— Está vendo, Dinho? A dor não foi mandada por Deus, meu filho. Ela é conseqüência da sua gulodice. Se você tivesse repartido com seus irmãos a caixa de chocolates, não estaria passando mal e sentindo dor. 

Nesse momento, ouviram o barulho de um trem que chegava. De longe escutaram seu apito estridente: PIUIIIIII... PIUIIIII...

A mãezinha aproveitou a oportunidade e explicou:

— Está escutando o apito do trem? 

— Estou. 

— Pois bem! O maquinista está comunicando a todos que o trem está se aproximando da cidade e que é preciso tomar cuidado. É um aviso! Da mesma forma, meu filho, a dor também é um alerta do nosso corpo avisando que algo não vai bem dentro dele e que é preciso tomar cuidado. Entendeu?

— Entendi, mamãe. A dor é nossa amiga! É por isso que a gente vai ao médico?

— Isso mesmo, meu filho! Normalmente, quando estamos com algum problema, procuramos o médico que saberá nos ajudar. 

— Então, hoje nós iremos ao médico?

A mãezinha sorriu, completando:

— Neste caso, não há necessidade. O doutor, que conhece você muito bem e sabe da sua gulodice, já prescreveu um remédio natural para essas ocasiões. Agora, vou dar-lhe algumas gotinhas que ajudarão seu organismo a melhorar, amenizando a dor. Está bem? 

Dinho sorriu, confiante e satisfeito. Sentia-se seguro, porque o Pai do Céu o amava e porque tinha uma mãezinha tão sabida e tão boa. 


*Tia Célia*

Célia Xavier Camargo

Cãozinho vai sozinho ao PetShop tomar banho!!


Bill é um cãozinho muito esperto!

Ele mora em Santana do Livramento no interior do Rio Grande do Sul.

O cachorro pertence a Diego Silveira Quadros, 25 anos, neto de Ênio Silveira, 67 anos, e Sônia Kowalik, 63. 

Como o jovem não tinha como ficar com o cachorro, que foi um presente de formatura, acabou deixando na casa dos avós para que eles tomassem conta. Eles acabaram acostumando a levar o cachorro semanalmente para tomar o banho no mesmo petshop.

Com o passar do tempo "Bill" aprendeu a ir sozinho ao pet. O sr. Ênio telefonava ao dono do 
PetShop avisando que o cachorrinho já havia saído de casa para que ele deixasse a porta do
PetShop aberta porque se estivesse fechada o cãozinho voltava para casa sem tomar banho.

Assista o vídeo e veja que beleza!!

17 de nov de 2014

O Gatinho Trapalhão


Miau, Miau, vou passear no quintal,

disse Boris, o gatinho.

Andou, correu, subiu, desceu e "tichibum", tropeçou.

Caiu na lata de óleo

e saiu melado igual a pinto pelado


Au, au, fez o cachorro. Não conheço você, não.


Quá, quá, disse o pato. Boris você não é, não.

Currupaco, papaco, papaco. 

Sai senão te empaco, disse o papagaio.



Boris ficou muito triste.
Seus amigos não o conheciam mais e ninguém 
queria brincar com ele.



Aí mamãe gata chegou.

- Boris, meu filho, por que você está tão triste?

Você me conhece, mamãe?,

perguntou Boris.


- Claro, meu filho! Mesmo vermelho de tomate, verde igual a abacate, amarelo como marmelo, eu conheço sempre você, Boris querido.


beijinhos de luz!!

Bom dia segunda-feira!


Bom dia segunda-feira
perfumada e arrumadinha;
de toda a semana
és a mais engraçadinha!

Vens limpinha e descansada
muitas vezes, com a chuvinha;
que cai em muitas gotas
lavando a calçadinha.

Na escola os coleguinhas
adoram se rever,
se abraçam com carinho
e pegam um livro para ler.

Leem histórias engraçadas
depois, fazem o seu dever;
são gentis e educados
que adoram obedecer!

Segunda-feira graciosa
tão amada e colorida,
tens o cheiro de uma rosa
perfumando a nossa vida!!

Seja bem vinda segunda-feira!!

*soninha*

beijinhos de luz...

16 de nov de 2014

Clips Infantis


beijinhos de alegria...

Queridos Animais


Papai do Céu abençoe
Todos os animaizinhos
Nós gostamos muito deles
São os nossos amiguinhos.

Gostamos de um cachorrinho
De um gato e de um leão
De uma onça bem pintada 
E das cores do pavão

A girafa encantadora
Tem o nosso eterno amor
Para ela ofertamos
Um beijinho e uma flor

O leão que está na selva
Não nos causa nenhum mal
É só deixá-lo quietinho
Não trazê-lo pra o quintal.

A galinha carijó
Vermelha e branquinha
Chocando seus ovinhos
Parece uma princesinha

Eu adoro os animais
Nunca vou lhes maltratar
Pois Papai do Céu nos deu
Pra nossa vida alegrar!


*soninha*

beijinhos de alegria...

8 de nov de 2014

Criança adora gelados no calor...Mousse de Limão!

Foto: Ormuzd Alves

Ingredientes 

. 1 envelope de gelatina em pó sem sabor 
. 1 lata de leite condensado 
. 1 ½ xícara (chá) de suco de laranja 
. Suco de 1 limão 
. 3 claras batidas em neve 
. 300 g de chocolate ao leite picado 
. 1 caixa de creme de leite

Modo de preparo

Prepare a gelatina de acordo com as instruções da embalagem. 

No liquidificador, bata o leite condensado, o suco de laranja, o suco de limão, a gelatina e misture as claras em neve. 

Distribua em um refratário ou em taças individuais e leve-as à geladeira até firmar. 

Derreta o chocolate em banho-maria e misture o creme de leite. Deixe esfriar e cubra a musse. 

Sirva em seguida, decorada com fatias de laranja.

Dica: você pode usar outras frutas, como coco ralado no lugar da laranja.


beijinhos de alegria...

7 de nov de 2014

Pulguinha na cueca do vovô


legal!!

beijinhos de paz!

O Macaco e o Coelho


Um macaco e um coelho fizeram a combinação de um matar as borboletas e outro matar as cobras. Logo depois o coelho dormiu. O macaco veio e puxou-lhe as orelhas.

– O que é isso? – gritou o coelho, acordando num pulo.

O macaco deu uma risada.

– Ah, ah! Pensei que fossem duas borboletas…

O coelho danou com a brincadeira e disse lá consigo: “Espere que te curo.”

Logo depois o macaco se sentou numa pedra para comer uma banana. O coelho veio por trás, com um pau e lept! – pregou-lhe uma grande paulada no rabo.

O macaco deu um berro, pulando para cima duma árvore, a gemer.

– Desculpe, amigo – disse lá embaixo o coelho – vi aquele rabo torcidinho em cima da pedra e pensei que fosse cobra.

Foi desde aí que o coelho, de medo do macaco vingar-se, passou a morar em buracos.


*Monteiro Lobato*

beijinhos de alegria...

Seja bem vindo!


Cheio de brincadeirinhas e docinhos!!

beijinhos de alegria...

A CORRIDA DOS SAPINHOS




     

                                               
   

Era uma vez uma corrida de sapinhos: o objetivo era atingir o alto de uma grande torre.

Havia no local uma multidão assistindo para vibrar e torcer por eles.


Começou a competição... mas a multidão não acreditava que os sapinhos pudessem alcançar o alto daquela torre. O que mais se ouvia era:


- Que pena, esses sapinhos não vão conseguir.... não vão conseguir!


E os sapinhos começaram a desistir. Mas havia um que persistia e continuava a subida em busca do topo. E a multidão continuava gritando:


- Que pena, esses sapinhos não vão conseguir.... não vão conseguir!



                                               


E os sapinhos estavam mesmo desistindo, um por um, menos aquele que continuava tranqüilo, embora arfante. Ao final da competição, todos haviam desistido, menos ele. A curiosidade tomou conta de todos.... queriam saber o que tinha acontecido. E assim, quando foram perguntar ao sapinho como ele havia conseguido concluir a prova, descobriram que ele era surdo. 

Ou seja.... não permita que as pessoas com o péssimo hábito de serem negativas derrubem as melhores e mais sábias esperanças de seu coração. 

Lembre-se sempre: há poder em nossas palavras e em tudo o que pensamos.

*Monteiro Lobato*

bjs,soninha



                                          

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!