Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
Com muitas novidades!

9 de fev de 2015

O Rei dos Leões


Há muitos anos um estrangeiro levou um burro para Uganda e, certa manhã,ele fugiu para o campo.

 Zurrou por tanto tempo e com tanto barulho que despertou um leão que estava tranquilamente dormindo. O leão levantou-se e ficou muito assombrado com aquele som e pensou: que bicho estranho é este, com orelhas compridas e pontudas, deve ser muito mais perigoso do que eu.

Cautelosamente, se aproximou e perguntou: 


- Quem é o senhor? 

- Sou o Rei dos Leões, respondeu o burro. Não ouviu o meu desafio?

- Ouvi, disse o leão. Mas não precisamos travar uma luta. Podemos chegar a um acordo e fazer uma dupla contra todos os outros animais.

- Pois sim, respondeu o burro; e logo foram embora juntos.

Depois de muito andar, chegaram junto a um riacho. O leão atravessou-o num único salto, mas o burro teve de atravessá-lo a nado e com muita dificuldade. 

- Você não sabe nadar? perguntou o leão.


-Nadar?, claro que sei, disse o burro. Nado como um pato, mas é que pesquei um enorme peixe com a minha cauda e ele quase me puxa para baixo da água. Mas já que está tão impaciente para ir embora, vou largá-lo. 

Pouco tempo depois chegaram ao pé de um muro bem alto. O leão galgou-o facilmente e o burro conseguiu passar as patas dianteiras, mas estava com dificuldade de fazer mais que isso.

- O que é que estás fazendo? perguntou o leão. 

- Então não vêz? retorquiu o burro. Estou me pesando para saber se minha parte dianteira é tão pesada como a traseira.

Depois de muito esforço, o burro conseguiu passar, e o leão lhe disse:

- O senhor não tem nenhuma força. Vou lutar contigo. 

- Quando quiseres, respondeu o burro, mas primeiro devemos fazer uma experiência com as nossas forças. Quando vejo que não posso saltar um murro eu o boto a baixo. Vamos ver se é capaz de fazer isso. 


O leão começou a bater no muro com as patas, mas se feriu muito e teve de desistir. Em seguida o burro escoiceou o muro com tanta força que ele logo caiu. 

- Sim, o senhor tem mesmo muita força!, disse o leão, lambendo as patas feridas. Quero que seja aclamado Rei dos Leões. 

No dia seguinte reuniram-se todos os leões de Uganda, e o burro conduziu-os a um vale coberto por arvores cheias de espinhos. 

- Oh! por favor não vá por aí!, gritaram os leões cheios de terror. Os espinhos se enterrariam em nossas patas. 


- Mas que criaturas medrosas!, disse o burro. Olhem para mim. 

E para grande espanto dos presentes àquela assembléia, começou a comer as plantas espinhosas. E assim foi aclamado, por unanimidade, Rei dos Leões. 

Como o burro não comia carne, nunca se servia da caça que os seus súditos matavam. Dessa forma passou a ser considerado como o melhor rei de todos os tempos.


**Nicéas Romeo Zanchett**

beijinhos de alegria...

5 de fev de 2015

A Borboleta Azul


Havia um viúvo que morava com suas duas filhas curiosas e inteligentes.

As meninas sempre faziam muitas perguntas.

Algumas ele sabia responder, outras não.

Como pretendia oferecer a elas a melhor educação, mandou as meninas passarem férias com um sábio que morava no alto de uma colina.

O sábio sempre respondia todas as perguntas sem hesitar.

Impacientes com o sábio, as meninas resolveram inventar uma pergunta que ele não saberia responder.

Então, uma delas apareceu com uma linda borboleta azul que usaria para pregar uma peça no sábio.

— O que você vai fazer ? - perguntou a irmã.

— Vou esconder a borboleta em minhas mãos e perguntar se ela está viva ou morta.

— Se ele disser que ela está morta, vou abrir minhas mãos e deixá-la voar.

Se ele disser que ela está viva, vou apertá-la e esmagá-la.

E assim qualquer resposta que o sábio nos der estará errada !

As duas meninas foram então ao encontro do sábio, que estava meditando.

— Tenho aqui uma borboleta azul. Diga-me sábio, ela está viva ou morta ?

Calmamente o sábio sorriu e respondeu :

— Depende de você...ela está em suas mãos.

Assim é a nossa vida, o nosso presente e o nosso futuro.

Não devemos culpar ninguém quando algo dá errado.


*AD: Autor Desconhecido*

O sábio foi bem espertinho....

beijinhos de luz!!

3 de fev de 2015

Seja Bem Vindo


beijinhos de paz!

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!