Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
O Inverno Chegou...

1 de abr de 2014

*A Lâmpada Vaidosa e o Besourinho Cascudo*


Chovia muito no Reino da Alegria e a noite estava encoberta com um espesso manto negro e gelado. 

As crianças foram para a cama mais cedo, bem agasalhadas e cobertas com grandes e grossas mantas coloridas.Apenas Dona Violeta e o seu esposo Francisco ficaram conversando mais um pouco, na sala de visitas. 

Depois de alguns minutos de conversa, Dona Violeta começou a cochilar e o seu esposo vendo-a assim, tão miúda, encolhidinha na cadeira, demonstrando o cansaço, carinhosamente chamou-a para deitar-se: 

_Vamos Vivi, vamos para cama, minha querida. 

A mãe de Rafinha e Lívia levantou-se cambaleando de sono e, amparada pelo esposo foi deitar-se. 

Na pressa para se deitar, o casal esquecera a lâmpada ligada. 

Um besourinho cascudo que tiritava de frio no peitoril da janela, aproveitou a ausência de pessoas na sala,voou de mansinho indo pousar na lâmpada que estava bem quentinha. A lâmpada, muito vaidosa, asperamente falou ao besourinho: 

_Saia já daí besouro cascudo horroroso! 


Com receio de aborrecê-la ainda mais, o besourinho falou bem baixinho: 

- Ó linda lampadazinha, deixa eu me aquecer, por favor!! Estou com tanto frio!!! 

A lâmpada já irritada respondeu com voz rouca e bastante alta:

 _ Se você não sair, besouro nojento, eu vou lhe dar um choque! 

Ela falara tão alto que Dona Vivi despertou e, do seu quarto, percebendo que a lâmpada da sala estava acesa, resmungou: 

#Meu Deus, onde estava com a cabeça que vim dormir e deixei a lâmpada ligada. No final do mês a conta de energia vai vir um estouro! 

Dona Vivi sentou-se na sua cama, vestiu o robe, calçou o chinelo e foi desligar a lâmpada. 


O besourinho cascudo vendo-a aproximar-se imaginou o que ela iria fazer e, com astúcia, silenciosamente,voou para o bolso do seu roupão. 

A senhora desligou a lâmpada, retornando ao seu quarto onde dependurou o roupão no cabide indo deitar-se em seguida. 

Ali, o besourinho cascudo passou a noite, no bolso quentinho e perfumado do roupão da Dona Vivi, enquanto a lâmpada vaidosa esfriara, após ser desligada, e tiritava de frio, sozinha no teto da sala.

*Todos nós devemos compartilhar o que possuímos com os que necessitam. É bom e agrada ao Papai do Céu *

*soninha*

beijinhos de luz...

Postar um comentário

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!