Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
São João está chegando...

21 de jul de 2014

4 MOTIVOS PARA CRIANÇAS FICAREM MENOS CONECTADAS

Cada vez é mais comum ver uma criança carregando um tablet para onde quer que vá, ou mesmo um smartphone. Conhecidos como nativos digitais, as crianças das novas gerações praticamente nascem sabendo como mexer em um celular e adeptos a todas as novas tecnologias - mas isso não é algo necessariamente bom, de acordo com a Academia Americana de Pediatria.

De acordo com a instituição, crianças de 0 a 2 anos não deveriam ter qualquer contato com artefatos tecnológicos e um limite deve ser estabelecido para as crianças com idades entre 3 e 5 anos - no máximo uma hora diária. Dos 6 aos 18 anos, essa hora pode ser dobrada mas não ultrapassada. Isso porque os jovens atualmente estão expostos quase 5 vezes mais à tecnologia do que o recomendado, o que pode causar problemas como obesidade, insônia e falta de foco.

Confira 4 motivos pelos quais crianças menores de 12 anos deveriam passar menos tempo ligadas às chamadas novas mídias.

Obesidade: de acordo com pesquisadores, muito tempo em frente à televisão (seja assistindo algum programa ou jogando videogame) pode contribuir com o sedentarismo infantil e, ainda, incentivar o consumo de produtos não saudáveis, como fast-foods, por meio de publicidade. Isso tudo acarretaria no aumento de peso dos pequenos. Vale ressaltar também que tablets e smartphones atualmente funcionam como televisões, com plataformas como youtube e netflix, que permitem exibir conteúdo quando o usuário desejar.


Problemas para dormir: assistir televisão pode causar insônia, especialmente para quem possui o equipamento no quarto. A luz da TV à noite suprime a ação da melatonina, que é o hormônio regulador do sono - quanto mais calmo e escuro um ambiente é, mais melatonina o corpo irá produzir. Fora isso, é possível que crianças pequenas assistam conteúdos violentos durante o dia, o que faria com que elas não conseguissem dormir à noite. Cabe aos pais controlar o que os mais novos assistem. 
Dores de cabeça: estudos mostram que o uso exagerado de computador, videogames e televisão, em conjunto com poucas horas de sono, pode contribuir para provocar dores de cabeça e enxaquecas nos mais pequenos. Além disso, o uso prolongado do computador e outros equipamentos similares podem causar a chamada "Síndrome de Visão de Computador" (em inglês, "Computer Vision Syndrome"), que é caracterizada por cansaço visual, olhos secos ou vermelhos, sensibilidade à luz, além de enxaquecas.
Falta de foco: com uma quantidade enorme de mídias para prestar atenção, a falta de foco também entra em cena. Testes realizados pelo professor de comunicação da Universidade de Standford, Clifford Nass, sugerem que os usuários tendem a imitar a capacidade multitarefa de artefatos tecnológicos, como computadores, o que faz com que façam muitas coisas ao mesmo tempo e também se distraiam mais facilmente - e para focar em uma única atividade é necessário um baita esforço.

Claro que, no mundo atual, manter-se longe da tecnologia é praticamente impossível - mas vale diminuir um pouco o consumo dessas mídias e incentivar a leitura e atividades ao ar livre para ajudar a melhorar a qualidade de vida das crianças e adolescentes.

Postar um comentário

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!