Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
São João está chegando...

22 de ago de 2015

Carimbó: Dança Folclórica Brasileira


O carimbó se constitui em uma manifestação folclórica que inclui dança e música. Característico da região norte do país, mais especificamente do Pará, possui origens no sincretismo entre as culturas negra, indígena e ibérica (GABAY, 2010). Sobre este assunto Costa (2011) afirma que existem linhas muito tênues entre o nível de influência que cada cultura pode ter despendido para a constituição do carimbó, afirmando que muitos pesquisadores ao tentar delimitar estas contribuições acabaram não encontrando resultados específicos.

O termo carimbó está associado a uma espécie de tambor africano feito com um tronco escavado internamente, em que, em uma das extremidades se aplica um couro descabelado (CASCUDO, 2012). Este instrumento acabou sendo o utilizado no ritmo que mais tarde recebeu o mesmo nome.

Carimbó (tambor)

Dança e Passos

A dança do carimbó é realizada em círculo feito com homens e mulheres, em que, em um dado momento, uma das damas vai ao centro requebrando e trejeiteando sua saia, ao som da percussão, que inclui o carimbó - instrumento- (CASCUDO, 2012). O autor completa ao enfatizar que a bailarina gira e faz fortes movimentos com sua saia, impulsionando-a em direção ao parceiro mais próximo.

A dama pode ainda, fazer movimentos ondulatórios requebrando com as mãos na cintura, enquanto os homens batem palmas, estalam os dedos e também fazem rodopios acompanhando-a no ritmo da música. 

Também é possível desenvolver coreografias em outras formações, como em colunas ou filas, por exemplo, estimulando os alunos a andarem pelo salão, sendo que as meninas sempre utilizarão das saias para deixar os movimentos ainda mais graciosos.

Com os alunos em duplas, enquanto o menino marca a batida com uma pisada forte no chão, as meninas podem girar envolta deles.

O ponto máximo do carimbó é conhecido como “Peru de Atalaia” ou “Dança do Peru”, momento em que a dama deixa um lenço cair no chão e o seu parceiro tem que pegá-lo usando apenas a boca, exigindo, portanto, muita flexibilidade do menino. Este momento da dança pode ser adaptado caso haja resistência dos alunos, por meio de outras maneiras de recolher o lenço, no entanto, é importante que eles conheçam a cultura desta manifestação característica da região norte do país.


beijinhos de luz!
Postar um comentário

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!