Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
O Inverno Chegou...

3 de mar de 2011

Joãozinho o Valentão!



JOÃOZINHO O VALENTÃO!


 No Reino das Crianças Obedientes vivia um garotinho muito lindo porém muito violento,o Joãozinho Azulzinho da Mata.O sobrenome Azulzinho da Mata vinha da cor dos seus olhos que pareciam um pedacinho do céu e do seu hábito de passar longas horas na mata correndo atrás dos animais.

A sua mãezinha pedia-lhe muito para deixar os bichinhos em paz porém ele não atendia de forma alguma.Além de correr atrás deles,batia e prendia em armadilhas,cutucava com varas cheias de pregos,usando da sua violência para maltratar os bichinhos.

Na escola,todos os coleguinhas o temiam por causa da sua valentia e,à mínima coisa que um deles fizesse,o Joãozinho não perdoava e partia pra cima aos tapas e bofetões.

O tempo passou,Joãozinho cresceu e se tornou um adulto muito violento. Por onde passava ele brigava com quase todas as pessoas, deixando a sua marca num rosto machucado,um braço quebrado de alguém,uns vergões por pancadas e alguns olhos inchados e roxos.

Joãzinho adulto casou-se e se tornou pai de três lindas crianças que muito apanharam do pai violento e a sua esposa muito foi maltratada pelo marido bruto e violento.

Numa tarde de domingo,assistindo a uma partida de futebol e vendo o seu time perder,a violência de Joãozinho chegou ao máximo fazendo-o parecer-se com um touro acuado na arena em vias de saltar sobre todos e matá-los.

Quando o jogo terminou,insatisfeito com o resultado do seu time, ele discutiu com alguns torcedores do time adversário e,segurando um pedaço de madeira que encontrou pelo caminho, partiu para cima deles aos bofetões e pauladas, mas os adversários eram muitos e ele foi surrado até fazer xixi nas calças.

Todos se foram do estádio ficando apenas o Joãozinho desmaiado, estendido no chão com a cara machucada,as calças molhadas de xixi e muitos arranhões pelo corpo.

Foi uma surra pra ninguém botar defeito!

Quando Joãozinho voltou a si,levantou-se e capengando chegou em casa em estado crítico. A sua esposa e filhos se assustaram com a sua situação mas nada perguntaram, com medo de apanharem.

Todos dormiram! Pela manhã,durante o café, Joãozinho contou à família o que havia acontecido e prometeu-lhe mudar o seu temperamento e nunca mais agir como ele agia até então.

A sua esposa agradeceu-lhe e os seus lindos filhinhos abraçaram-no com carinho cobrindo-lhe de beijos. 

Desde então a família do Joãozinho vive na mais santa paz e amor.

O bom mesmo é não alimentarmos as ondas de violência que surjam dentro de nós e,sempre que tivermos vontade de manifestá-la, fecharmos os olhos e ficarmos paradinhos até sentirmos uma onda de paz nos invandindo e nos envolvendo.

Crianças e adultos não devem ser violentos,devem conversar para se entenderem  como pessoas civilizadas, cultivando sempre a educação,a tolerância,o amor e a paz.


bjs,soninha


Postar um comentário

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!