Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
O Inverno Chegou...

14 de ago de 2009

AVENTURAS DE ZEUS! A CARROCINHA



Zeus é um cão inteligente, dócil,alegre e muito feliz.Muitas e muitas aventuras este cão lindo e amigo, da raça labrador, já nos proporcionou mas esta da carrocinha foi demais

Toninho havia saído com os seus pais para fazer compras e visitar a sua avó que estava um pouco adoentada.Deixou Zeus alimentado e deitadinho na sua casinha que fica numa área do quintal próxima à piscina.Depediu-se do amigo falando-lhe:

-Amigão, eu vou sair com os meus pais e você vai ficar tomando conta da casa. Olhe lá hein! Se comporte, não deixe ninguém entrar mas não morda se alguém tentar entrar,apenas fique segurando até nós voltarmos do passeio. Tá bom assim?

Zeus abanou o rabo e balançou a cabeça como se tivesse entendido tudo e estivesse concordando com o seu dono e amigo,Toninho.

Saíram todos, mas ao passarem pelo portão não o fecharam direito permitindo que um garoto que passava por alí, logo em seguida, abrisse e tentasse entrar. Sim, tentasse é o que ele fez,uma tentativa mal sucedida porque teve que sair correndo apavorado com o tamanho e os latidos de zeus que,fogosamente correu atrás dele.

Zeus se entusiasmou tanto correndo atrás do garoto, que atravessou o portão, a rua e não viu a carrocinha se aproximando. Ah! Coitado de Zeus. Iria passar pela sua pior aventura de vida.

O motorista da carrocinha conseguiu acuar zeus numa rua sem saída , desceu do carro com o seu ajudante e, corre daqui, corre dali...pegaram zeus!

O cão latia, uivava, chorava, gemia como a dizer:
-Eu sou de paz! Estava apenas afugentando um moleque que havia entrado na casa do meu dono e amigo,o Toninho.
Mas nem o motorista nem o seu ajudante entendiam a linguagem do cão e o levaram ao canil público.Lá chegando colocaram zeus num pequeno cubículo onde ele se encolheu, ficou bem quietinho com aquele olhar comprido que só os cães sabem fazer.
Um olhar pidão! Como se estivesse pedindo: -Por favor me soltem pois eu não fiz nada de mal!

Ao tempo em que Zeus se lamentava na sua pequena "jaula",Toninho chegava em casa. Assustou-se ao ver o portão aberto, entrou assobiando o cão e chamando em voz alta e assustada:- Amigão! Amigão! Onde está você amigo?!

Nada! O cão não respondia e todos entraram em alvoroço.

Saíram à rua gritando pelo cão: -zeus! zeus! Ah! meu Deus do céu, onde este cão se enfiou? Falou o Toninho muito assustado.A sua mãe tentava alcamá-lo mas ele estava muito, muito preocupado com o seu amigo.

Quando já estavam para desistir viram o vizinho se aproximando, acenando e parecia estar falando alguma coisa. Era um senhor já muito idoso que falava baixinho e andava muito devagar.

Toninho correu ao encontro dele e perguntou: -Seu Álvaro, o senhor, por acaso
, viu o nosso cão?

O sr.Álvaro, com a sua voz baixinha e arrastada falou:

-Ele saiu correndo atrás de um moleque que entrou na casa porque o portão estava meio aberto, e a carrocinha o pegou.

Quando ouviu isto o Toninho quase desmaiou.Começou a chorar mas o seu pai falou com energia: -Nada de lágrimas! Vamos logo buscá-lo antes que alguém queira fazer-lhe algum mal ou lhe roubem. Entraram todos no carro e foram rapidinho buscar o zeus.

Ao chegar no canil da prefeitura e ver o seu cão naquela "jaula", todo encolhido, no cimento frio,com aquele olhar comprido e molhado de lágrimas Toninho não segurou as suas que estavam ansiosas para se derramarem e,abraçado ao seu amigo, levou alguns minutos chorando qual uma criancinha.

Os pais do Toninho conversaram com o diretor do canil, explicou que o cão havia saído por culpa deles que não fecharam de maneira correta o portão da saída e um garoto tentou entrar,segundo o vizinho lhe havia contado,zeus foi afugentá-lo e por isto foi parar na rua. Pediu desculpas, pegaram o amigão e voltaram para casa.

No retorno para casa Toninho não se separou do seu amigo nem um minuto.No banco de trás,abraçado ao amigão ele ainda chorava.Os seus pais preocupados falaram:

-Vamos todos tomar um sorvete para comemorar o final feliz?

-Vamos!! Gritou o Toninho. Mas zeus também vai tomar sorvete.

- Claro! Falaram ao mesmo tempo, os pais do Toninho.

Foram todos para a sorveteria à beira-mar, zeus lambeu um big sorvete de creme e deu uma boas corridas pela praia junto ao seu amigo.

Voltaram para casa felizes pois Deus abençoara aquele dia impedindo que algo de ruim acontecesse com o amigão zeus.


bjs,soninha







Postar um comentário

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!