Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
Com muitas novidades!

28 de out de 2015

As Aventuras da Lagartixa Felizberta: Mergulho no Leite



Felizberta era, sem dúvida alguma, uma lagartixa muito especial. 

O seu nome havia sido escolhido por sua mãe que falou para ela:
~Eu escolhi esse nome pra você minha filha, porque desejo que você seja muito "feliz"!

Mas a lagartixinha retrucou:
- Mamãe, então a senhora deveria ter colocado apenas "Feliz", por que Felizberta?

~Ah! minha filhinha, falou a lagartixa mãe, a sua vovozinha, minha mãe, chamava-se Lisberta, então eu juntei Feliz + Berta,  o Feliz que eu desejo que você seja e o finalzinho do nome de mamãe e fiz o seu nome.

Felizberta caiu na gargalhada misturada com lágrimas,se lamuriando por causa do seu nome que ela dizia ser muito feio e não lhe agradar nem um tiquinho

A lagartixa era muito, muito, parecida com as folhas secas das árvores, sabendo disto, costumava fazer as suas aprontações depois corria e se escondia por entre as folhas para que ninguém lhe encontrasse.

Um dia felizberta amanhecera com uma fome terrível mas a sua mamãe não havia preparado o desjejum porque estava meio gripada e continuava de repouso no leito.

Ao invés de ir ver a sua mãezinha e saber se ela estava precisando de alguma coisa, ela resolveu furtar alguns petiscos na mesa do café da Dona Zizi.

Devagarinho lá se vai felizberta falando baixinho:
" vou pegar alguns petiscos bem saborosos da Dona Zizi, deitar debaixo da sua mesa e comer bem devagarinho, saboreando aquelas gostosuras..."

A lagartixa subiu na mesa,beliscou uns pedacinhos do bolo de fubá, saboreou umas bolachinhas de amido, quando se preparava para degustar  uns golinhos do leite morninho e cheiroso na xícara da Dona Zizi, felizberta levou um escorregão no pires de porcelana e PLAFT! caiu dentro da xícara.

- Aff! que horror! praguejou felizberta, enquanto se esforçava para pular fora da xícara antes que a boa velhinha chegasse e lhe esmagasse com umas boas vassouradas.

Pula daqui, escorrega dali, sacode um pouco...e...
- Até que enfim! gritou a lagartixa enquanto corria pela mesa molhando a toalha com o leite que escorria do seu corpo.

Por um triz, por pouco, muito pouco, a lagartixa conseguiu se esconder no alto da árvore do quintal da Dona Zizi, por entre as folhas, tiritando de medo de ser encontrada e alguém pudesse descobrir a sua peripécia.

Dona Zizi, tadinha, nem desconfiou que a sua mesa havia sido visitada pela lagartixa felizberta e que a sua xícara de leite havia sido, por alguns segundos, uma boa banheira, para ela.

Despreocupada, cantarolando, Dona Zizi sentou-se à mesa para tomar o seu café, viu a toalha ainda úmida do leite esparramado pela lagartixa, então falou:

_ É! Estou ficando uma velha muito distraída, como não vi que a toalha estava úmida e coloquei na mesa?!

Ali, na sua casinha humilde, na companhia do seu cãozinho pipo, a gatinha flor e o papagaio curucupaco, Dona Zizi, tomou o seu café, agradecendo a Deus pela companhia dos seus bichinhos de estimação, falando em voz alta:

= Obrigada meu Deus pelos meus amiguinhos que me fazem companhia, pelo meu alimento, pela minha casinha, e se for possível Senhor, manda uma lagartixinha vir morar aqui em casa, eu prometo que cuidarei dela com muito carinho.

Pipo, flor e curucupaco escutaram o pedido de Dona Ziza, olharam uns para os outros, piscaram os olhinhos e deram uma risadinha...

O que será que eles pensaram, por que sorriram e o que será que eles irão fazer??

Eu hein! 
Vamos aguardar...

*soninha*

beijinhos de luz...

Postar um comentário

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!