Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
O Inverno Chegou...

11 de set de 2010

** DUKE,O CÃOZINHO MEDROSO **



** DUKE,O CÃOZINHO MEDROSO **


Duke,o cãozinho feliz e muiro medroso, saiu da sua casinha para dar uma volta pelo quarteirão,coisa que ele realizava todos os dias.Nestas ocasiões ele fazia as suas necessidades fisiológicas, (xixi e cocô), a fim de não sujar o quintal de dona Matilde. Era a sua rotina predileta pois ele se sentia dono do seu próprio nariz,como se fosse adulto e muito responsável.

Num destes passeios diários,duke escutou, atrás de si, um latido como se tratasse de alguma fera muito valente.Voltou-se e nada viu mas não quis arriscar e saiu correndo como se tivesse visto o maior inimigo do mundo.




Corria, e corria muito, enquanto lágrimas pulavam dos seus olhos amedrontados.

- Meu Deus, dizia ele,bem baixinho. Será que vou escapar desta?! que fera será que está me perseguindo? Quem me dera o Luquinha estivesse aqui comigo para me defender...ai...ai...ai.... (gemia e corria cada vez mais).




Não havia obstáculo que ele não vencesse.Pulava por cima de paus e pedras movido por um medo imenso de ser abocanhado pela mais terrível e horrorosa  fera do mundo, era o que ele imaginava.

Num salto sobre um monte de pedras, machucou a patinha, emitiu um gemido de dor e continuou a correr. Em outra ocasião ele teria parado para lamber o machucado durante horas e horas, mas naquele momento a situação estava preta,asim pensava, e ele não podia arriscar a parar de jeito algum. 

Corria e corria cada vez mais rápido...






- Arf! Finalmente um lugar seguro onde posso me esconder! gemia duke,ainda choramingando.

Em  louca disparada escondeu-se por detrás de um muro e ficou aguardando a aproximação de quem ele pensava ser uma imensa fera. Enquanto aguardava, tremia e imaginava o que faria quando ela aparecesse.

- Quando esta fera chegar aqui, (assim pensava e falava para si mesmo), eu pularei sobre ela,cravarei os meus dentes mais afiados na veia do seu pesoço e vou matá-la de um só golpe; só assim poderei escapar. Eu não suporto violência mas terei que agir assim ou então não conseguirei voltar para casa ,nunca mais! Me perdoe meu Deus por eu ter que matar esta fera que me persegue,(chorava o duke).

Enquanto ele se lamuriava o silêncio era total.

- O que será que aconteceu?! pensava...
- Vou dar uma espiadinha ...





Duke olhou...olhou...e nada! Ficou intrigado e se perguntou:

- Ué, onde foi parar a fera?!

- Fera? que fera?! (falava sozinho). Não há fera alguma,meu Deus do céu, eu estou imaginando coisas... dizia!

- Eu vou embora, isto sim é que é o certo! 

Falou e saiu de detrás do muro, assobiando feliz e  retornou para casa.



Ha...ha...ha...ha...


Não havia fera alguma perseguindo o duke, o que ele havia escutado foi o latido do pitibul que morava na casa do seu vizinho.Mas, como ele estava distraído, com a cabecinha nas nuvens sonhando com a chance de encontrar um osso perdido pelo caminho, imaginou que era uma fera...rs...rs...ha..ha..ha..rs...

E não foi só isto não, foi também o medo que aflige o duke. Ele é um cãozinho muito medroso e o medo é o nosso pior inimigo pois nos faz imaginar e enxergar coisas que não existem. 

Portanto galerinha,nada de medos! 

Quando o medo quiser fazer ninho no seu coraçãozinho,peça aoPapai do Céu para levá-lo para bem longe e pense em coisas lindas tipo fadas, princípes e princesas e corra pra ler as historinhas lindas.

Trabalhando: O MEDO  E A ATENÇÃO.


bjs,soninha

Atenção: a ilustração NÃO é da minha autoria,desconheço o (a) autor( a) para que possa citá-lo(a). 

Postar um comentário

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!