Estamos de volta!!

Estamos de volta!!
O Inverno Chegou...

17 de ago de 2010

** LULINHA E O ANJINHO **



** LULINHA E O ANJINHO **


Era apenas um pequenino raio de sol que se estendia do alto até a Terra invadindo a nossa vida,melhorando a nossa saúde,nutrindo os vegetais,aquecendo as flores resfriadas pelo sereno da noite e servindo de passarela entre o céu e Terra para que os anjos viessem nos ajudar.

Linda passarela! 

Os anjos desfilavam com tamanha segurança como se aquilo fosse a coisa mais natural do mundo.Lulinha observava aquele lento caminhar de criaturinhas que brilhavam como se fossem estrelas e sentiu vontade de fazer o mesmo passeio sobre passarela tão linda. Estava pensando nisto quando se deu conta que lá estava ele,sobre a passarela segurando a mão de um anjo cujas vestes brilhavam mais que o sol.

- Como você soube que eu queria passear aqui? perguntou Lulinha ao anjo.

- Eu leio os pensamentos das crianças,foi assim que li os seus e satisfiz o seu desejo.Ficou contente? falou o anjo com uma vozinha semelhante a uma orquestra de pássaros.

- Estou sim! estou muito,muito feliz,respondeu o garoto enquanto abraçava fortemente o anjinho e beijava-lhe a face ao tempo em que perguntava: 

- o que vocês fazem aqui na Terra?




- Nós trazemos do céu o adubo para fazer germinar as sementes do amor,da gratidão,paz,alegria e tudo de bom que existe na alma humana.

Falou o anjo em tom pensativo

- Quer dizer que o homem tem uma alma onde estão estas sementinhas todas e vocês trazem o adubo para elas?E o que é adubo? perguntou Lulinha com os olhinhos arregalados.

O anjinho sorriu um sorriso largo e lindo qual um terno alvorecer e respondeu com muita paciência,ao garoto: 

- O adubo é como um remedinho que nós colocamos nas sementinhas para que elas não morram e possam germinar fazendo surgir as árvores que terão folhas,flores e frutos. Entendeu?! 

- Mais ou menos,anjinho.Mais ou menos...rs..Mas,me diz uma coisinha.Como é que vocês colocam este tal de adubo ou remedinho nas sementinhas da nossa alma? perguntou Lulinha ,olhando nos olhos do anjinho,onde lá no fundo ele via brilhar uma luz violeta e perfumada.




- Meu garoto...falou o anjo, este trabalho é um pouquinho difícil mas com paciência nós conseguimos.Nós chegamos pertinho dos homens,falamos aos seus ouvidos das coisas belas que Deus criou para todos e como Deus precisa de todas as criaturas para que estas coisas estejam na vida de todos fazendo a  sua felicidade . Falamos da alegria,da bondade,da solidariedade,do perdão e do Amor que resume tudo.Falamos e falamos muitas e muitas vezes até eles nos escutarem e nos atenderem.Quando esgotamos a nossa energia nós subimos ao céu descansamos um pouco e retornamos renovados.É assim meu garoto,fácil não?!

- É anjinho! É fácil e é difícil porque falar com os surdos não é fácil não.Falou Lulinha piscando para o anjinho.

O anjinho deu uma gargalhada sonora e cristalina e disse-lhe:

- Com os surdos nós usamos a linguagem dos sinais.Esqueceu dela?! riu novamente e acrescentou. Agora é hora de você voltar para casa enquanto continuo o meu trabalho,está bem assim guri?!

- Claro anjinho!Claro! mas eu vou te falar uma última coisa: - um dia eu serei um anjo!

- Será sim! Será mesmo; respondeu-lhe o anjinho.Enquanto isto vê se escuta o que nós falamos ao seu ouvido todos os dias,está bem?! 

- Está bem! Está bem! Vou limpar os ouvidos...rs..rs..; falou o menino às gargalhadas.



O anjinho desapareceu lá nas alturas enquanto Lulinha deitado sob a copa da mangueira no seu quintal tinha o olhar perdido no infinito....



Trabalhando: Valores morais e ajuda espiritual.


bjs,soninha


Postar um comentário

Não dê armas às crianças!!

Não dê armas às crianças!!